UNESCO oficializa 5 de Maio como Dia Mundial da Língua Portuguesa

PorExpresso das Ilhas, Lusa,25 nov 2019 16:25

É já em 2020 que o dia 5 de Maio será assinalado, pela primeira vez, como o Dia Mundial da Língua Portuguesa. A decisão já tinha sido anunciada em Outubro, e foi, esta segunda-feira, ratificada, em Paris, na Conferência Geral da UNESCO.

A oficialização foi assinada na sede da organização, por uma delegação portuguesa composta pelo primeiro-ministro português, António Costa, pela ministra da Cultura de Portugal, Graça Fonseca, pela secretária de Estado das Comunidades Portuguesas, Berta Nunes, e pelo Embaixador de Portugal na UNESCO, António Sampaio da Nóvoa.

No final da cerimónia, o António Costa sublinhou a importância da introdução do Dia da Língua Portuguesa pela UNESCO nos calendários oficiais.

"O reconhecimento pela UNESCO (Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura) do 5 de Maio como o dia oficial da língua portuguesa é muito importante para o reconhecimento global desta língua que é falada oficialmente em 9 países, quatro continentes e é a quinta mais utilizada no espaço da internet. E a língua tem de ter cada vez maior presença no domínio cultural e científico", começou por dizer o primeiro-ministro luso em declarações aos jornalistas em Paris.

De seguida, António Costa admitiu que a promoção do português "é uma prioridade" para o seu Governo.

"É um passo muito importante para os 260 milhões de pessoas que têm o Português com língua oficial e que é hoje a língua mais falada no hemisfério Sul e cuja dinâmica demográfica vai ter um certo crescimento no final do século", indicou o primeiro-ministro, garantindo que a promoção da língua é "uma prioridade fundamental da política externa" nacional.

O chefe do Governo realçou ainda que a língua portuguesa vai ter “um forte crescimento”, prevendo-se que, no “final do século, 500 milhões” de pessoas falem Português, uma “língua cada vez mais global”.

A ratificação desta segunda-feira oficializa a decisão já tomada no passado mês de outubro, quando todos os países lusófonos apresentaram esta proposta à UNESCO. Além de ter reunido a unanimidade de todos os países da CPLP, a proposta acabou por contar também com o apoio de 24 outros países, entre os quais o Luxemburgo, a Geórgia, a Argentina, o Chile e o Uruguai.

É a primeira vez que uma língua nāo-oficial da UNESCO vê declarado um dia mundial. 

Concorda? Discorda? Dê-nos a sua opinião. Comente ou partilhe este artigo.

Autoria:Expresso das Ilhas, Lusa,25 nov 2019 16:25

Editado porSara Almeida  em  7 dez 2019 20:19

pub.
pub.

Últimas no site

    Últimas na secção

      Populares na secção

        Populares no site

          pub.