Prazo de candidatura para 6ª edição do Prémio Literário UCCLA foi prolongado

PorDulcina Mendes,21 jan 2021 11:49

O prazo de candidatura da 6ª edição do Prémio Literário UCCLA - Novos Talentos, Novas Obras em Língua Portuguesa foi prolongado para o dia 28 de Fevereiro.

Segundo uma nota enviada pela UCCLA à comunicação social, o prazo de candidatura foi prolongado na sequência do aumento do número de candidatos. A organização lembra que para este prémio só pode concorrer quem nunca publicou uma obra literária.

Conforme a mesma fonte, desde a sua 1ª edição, em 2015, o Prémio Literário UCCLA tem-se revelado o mais amplo Prémio de Revelação de todo o espaço Lusófono, a nível de candidaturas, pois "temos vindo a receber cerca de sete a oito centenas de obras em língua portuguesa, abrangendo mais de 20 países, incluindo os oito países de Língua Oficial Portuguesa".

Este prémio já recebeu candidaturas da Ásia (Macau, Japão), Austrália, de África (África do Sul e os 5 de língua portuguesa), da América (Brasil, Canadá, EUA, Chile, Paraguai) e da Europa (Portugal, Espanha, Itália, França, Alemanha, Inglaterra e Suíça).

O Prémio Literário UCCLA já teve como vencedores dois brasileiros (Thiago Rodrigues Braga, natural de Goiânia, com Diário de Cão, e Óscar Maldonado, natural do Paraguai, residente em São Paulo há 27 anos).

O júri contará a presença da Academia Brasileira de Letras, com o seu ex-presidente Domício Proença. A mesma fonte informa que a capacidade de atracção do Prémio Literário UCCLA ampliou-se para além dos países lusófonos, com candidatos que de outros países enviaram as suas obras, envolvendo todos os continentes.

A mesma fonte informa que o Brasil tem sido o país com maior número de candidaturas. Na última edição, 540 candidatos, seguido de Portugal (156). Outra informação interessante é que 31% dos candidatos são mulheres e 56% são jovens, e receberam seis candidaturas com idades compreendidas entre os 81 e 90 anos. 

O júri inclui escritores de todos os países de Língua portuguesa: Domício Proença, Brasil; Germano Almeida, Cabo Verde; Inocência Mata, São Tomé e Príncipe; Hélder Simbad, Angola; José Pires Laranjeira, Portugal; Luís Carlos Patraquim, Moçambique; Luís Costa, Timor; Tony Tcheka, Guiné Bissau; Inês Cordeiro, directora da Biblioteca Nacional de Portugal; pela UCCLA - Rui Lourido; pelo Movimento 800 Anos da Língua Portuguesa - João Pinto Sousa.

O vencedor será convidado de honra do 5L - Festival Literário de Lisboa e receberá o apoio institucional da Comissão Temática para a Promoção e Difusão da Língua Portuguesa da CPLP.

A obra vencedora será publicada pela Guerra e Paz Editores, e vai participar na próxima Feira do Livro de Lisboa (Junho 2021), e nas livrarias de várias cidades portuguesas, e convite com tudo pago (viagem aérea, alimentação e alojamento) para apresentar uma comunicação ao próximo Encontro de Escritores de Língua Portuguesa que a UCCLA organiza anualmente fora de Portugal.

O Prémio Literário UCCLA tem igualmente uma parceria com o Movimento – 800 anos da Língua Portuguesa.

Concorda? Discorda? Dê-nos a sua opinião. Comente ou partilhe este artigo.

Autoria:Dulcina Mendes,21 jan 2021 11:49

Editado porAndre Amaral  em  20 out 2021 23:21

pub.
pub.
pub.

Últimas no site

    Últimas na secção

      Populares na secção

        Populares no site

          pub.