Antecedendo o Kriol Jazz Festival, o AME transforma a Praia num ponto quente de vibrantes intercâmbios culturais transatlânticos

PorDulcina Mendes,3 abr 2024 15:02

A Cidade da Praia já está a viver e respirar música, com a chegada da 10ª edição do Atlantic Music Expo (AME), que decorre até quinta-feira, 04. A maior Feira de música transatlântica traz para a capital do país milhares de pessoas entre nacionais e estrangeiros ligadas ao mundo da música.

Sob o lema “Sustentabilidade e Formalização”, o AME apresenta conferências, workshops, espectáculos musicais, reuniões individuais, one to one meetings e feira-livre noturna.

O AME junta profissionais da música e artistas para fazer o networking, expandir os seus contactos e actividades em todos os lados do Oceano Atlântico e mais além, e para descobrir o país anfitrião. Antecedendo o Kriol Jazz Festival, o AME transforma a Cidade da Praia num ponto quente de vibrantes intercâmbios culturais transatlânticos.

Na abertura do AME, que aconteceu na noite de segunda-feira, 01, além da actuação da Orquestra Cesária Évora Academia de Artes, foram homenageados os impulsionadores do Atlantic Music Expo, bem como os parceiros que estão com o evento desde a primeira hora, entre eles estão o Presidente da República, José Maria Neves, o Primeiro-Ministro, Ulisses Correia e Silva e o Vice-Primeiro-Ministro, Olavo Correia.

No seu discurso de abertura, o diretor-geral do AME, Gugas Veiga apontou os desafios enfrentados, principalmente os financeiros. Mas disse que estão a trabalhar com aquilo que têm e procuram mais para poder pagar todas as contas.

Na sua página na rede social, Ulisses Correia e Silva afirmou que ccelebrar os 10 anos do AME não é apenas marcar um número simbólico, mas “é reconhecer o crescimento inquestionável de um produto cultural e turístico que se destaca não só a nível nacional, mas também internacional, pela sua excelência”.

“A homenagem a diversas personalidades de todos os sectores, tanto político como privado, demonstra que o AME é o resultado de um compromisso colectivo que transcende as cores políticas, compreendendo a grandiosidade deste evento que se harmoniza com o Kriol Jazz Festival”, destaca.

O Chefe do Governo reiterou o compromisso de continuar a apoiar o evento, “garantindo a sua sustentabilidade e contribuindo para o enriquecimento cultural de Cabo Verde”.

Programação

Esta quarta-feira, 03, teremos uma conferência sobre a criolidade. “Estará cá, eles vão falar da criolidade.

“É um tema muito interessante, porque tem a ver com a nossa cultura, e achamos também como houve oportunidade da vinda deles [Marc Lints, André David e Victor Patrick das Seychelles] para estabelecer parcerias entre Seychelles e Cabo Verde. Vão apresentar aquele tema, e na parte da tarde, teremos um workshop que é extremamente importante para nós, que é a parte do `Efeito da Lei do Álcool` no financiamento de eventos culturais e musicais”, frisa Gugas Veiga.

Ainda na quarta-feira, haverá a actuação de Zubikilla Spencer (Cabo Verde), Anna Setton (Brasil), Le. Panda (Canadá), Insólito e Universo (Venezuela), Giuliano Gabrielli (Itália), Primitive (Cabo Verde), Gabriela Mendes (Cabo Verde) e Brown Rice Family (Japão/EUA).

Na quinta-feira, último dia do AME, vamos ter, de manhã, um Network Brunch, “onde vamos reunir todos os nossos convidados e, também, entidades e parceiros, para conhecerem, e também para eles entenderem onde é que os seus dinheiros estão a ser investidos”, avançou o diretor-geral do AME.

“À tarde, teremos uma série de apresentações que têm a ver também com a formalização do sector, teremos a Pró-empresa, que vai falar sobre como formalizar, e ter acesso aos financiamentos, no âmbito de projectos, para jovens na área musical”.

“Temos também o INPS, que vai fazer uma apresentação, porque vamos fazer uma campanha com o INPS, para atrair o máximo de pessoas no ecossistema da música e de eventos, para poderem inscrever-se”, indicou.

Também disse que vão ter outros parceiros como Muska, um online de música. “São os nossos parceiros, porque eles fizeram-nos um aplicativo. Tm QR Code espalhados no Platô para as pessoas terem acesso ao programa, através daquele aplicativo, no telefone”.

Em relação às actuações teremos Maura Delgado (CV), Katia Semedo (CV), Klaudio Hoshai (Angola), Jocelyn Ballou et Borumba (da República Democrática do Congo), Elly Paris (CV) e Gerson Spencer (CV).  

Texto originalmente publicado na edição impressa do Expresso das Ilhas nº 1166 de 3 de Abril de 2024.

Concorda? Discorda? Dê-nos a sua opinião. Comente ou partilhe este artigo.

Autoria:Dulcina Mendes,3 abr 2024 15:02

Editado porClaudia Sofia Mota  em  19 jul 2024 23:28

pub.

pub
pub.

Últimas no site

    Últimas na secção

      Populares na secção

        Populares no site

          pub.