Portugal Open de Xadrez: Grigoryan vence em clássicas e semi-rápidas

PorAntónio Monteiro,10 fev 2020 14:41

​O grande mestre arménio Karen Grigoryan ganhou o Portugal Open de xadrez nas suas duas vertentes, a de partidas clássicas e de semi-rápidas.

Depois de se ter imposto no grande torneio de partidas clássicas, que decorreu entre os dias 25 de Janeiro e 1 de Fevereiro, Grigoryan repetiu a dose na competição de xadrez mais acelerado, numa competição que juntou 200 jogadores, oriundos de 32 países, entre os quais de Cabo Verde (Arlindo Barros), no segundo pavilhão do Complexo do Casal Vistoso, em Lisboa.

Grigoryan era o número 2 à partida do torneio, com os seus 2667 pontos Elo (é o 69.º do ranking mundial da especialidade), e voltou a ganhar isolado, desta vez com 7 pontos em oito jornadas.

A meio ponto do grande vencedor ficaram oito jogadores, entre os quais o número 1 do torneio, o grande mestre russo Alexander Motylev, que trazia o estatuto de 32.º jogador do ranking de semi-rápidas (com 2711 pontos Elo), mas teve de contentar-se com o quarto lugar.

Motylev averbou três empates, um dos quais com André Sousa, o melhor português do Open. O actual campeão nacional português nas variantes de clássicas e de rápidas terminou num excelente 10.º lugar e foi um dos dois mestres internacionais do top-10, lutando lance a lance com os oito grandes mestres que fizeram valer esse estatuto e, naturalmente, ocuparam os primeiros lugares.

O Portugal Open 2020, organizado pela Federação Portuguesa de Xadrez, trouxe várias novidades, entre as quais a transmissão directa das partidas via streaming. A prova de clássicas foi acompanhada diariamente com comentários ao vivo e a presença dos melhores jogadores na análise das partidas, enquanto a prova de semi-rápidas pôde ser seguida na primeira mesa e com outra câmara em vários tabuleiros, através de transmissões via Facebook e Twitch.

Portugal Open 2020 Semi-Rápidas: Classificação final: 1.º Karen Grigoryan (GM, Arménia, 2667), 7 pontos; 2.º Aleksandar Indjic (GM; Sérvia, 2533), 3.º Nikita Petrov (GM, Rússia, 2590), 4.º Alexander Motylev (GM, Rússia, 2711), 5.º Eduardo Iturrizaga (GM, Venezuela, 2643), 6.º Evgeny Alekseev (GM, Rùssia, 2621), 7.º Tigrand Ghamarian (GM, França, 2597), 8.º Kamil Stachowiak (MI, Polónia, 2500), 9.º Vugar Asadli (GM; Azerbaijão, 2273), todos com 6,5 pontos; 10.º André Sousa (MI, Portugal, 2281), 6.

Arlindo Barros satisfeito com prestação no Open

O actual campeão nacional absoluto de xadrez, Arlindo Barros, representou as cores de Cabo Verde no Open de Portugal.

Na modalidade de semi-rápidas fez 5 pontos em oito jogos, ficando apenas a dois pontos do vencedor da prova, um resultado que se deixa ver se tivermos em conta que Barros ficou com os mesmos pontos que o ex-campeão nacional português, o GM António Fernandes, e à frente de alguns grandes mestres.

Fonte: Federação Portuguesa de Xadrez.


Texto originalmente publicado na edição impressa do Expresso das Ilhas nº 949 de 5 de Fevereiro de 2020. 

Concorda? Discorda? Dê-nos a sua opinião. Comente ou partilhe este artigo.

Autoria:António Monteiro,10 fev 2020 14:41

Editado porSara Almeida  em  26 fev 2020 16:19

pub.
pub
pub.

Últimas no site

    Últimas na secção

      Populares na secção

        Populares no site

          pub.