Destaques da edição 981

PorExpresso das Ilhas,16 set 2020 0:04

Nesta edição, o Expresso das Ilhas dá destaque às alterações que a COVID-19 trouxe ao dia a dia de todos nós incluindo a forma como lidamos com a internet.

Em período de confinamento para prevenção das infecções, esta tornou-se, em grande escala, uma espécie de “tábua de salvação” para o convívio à distância, o trabalho, a educação, a procura de informação, o comércio, etc…. De uma coisa não parece haver dúvidas: a “nova normalidade” é muito mais digital e cada vez mais as operadoras do sector têm um papel fundamental na sociedade. Mas o que mudou ao certo?

Há anos que Cabo Verde tem vindo a apostar no digital e, portanto, incontornavelmente no acesso e uso da internet. Apesar dos vários desafios que ainda persistem e eventuais questionamentos sobre as iniciativas tomadas e sua velocidade, para o Secretário de Estado da Inovação, Pedro Lopes, não há dúvidas que, como veio provar a pandemia da COVID-19, esta foi uma boa aposta e o caminho desenhado, o certo. A “transição digital forçada” provocada pelo novo coronavírus reforça que o futuro é digital, a todos os níveis, e a sustentabilidade e resiliência também passam por aí, defende o Secretário de Estado da Inovação e Formação Profissional, Pedro Lopes.

Com as autárquicas à porta, Mário Silva, antigo ministro da Administração Interna defende que “Os municípios são adultos e responsáveis, o conceito de tutela deve ser eliminado” . Muito se tem escrito e debatido sobre as formas e os modelos para o exercício do poder autárquico em Cabo Verde que no próximo ano completa 30 anos da sua institucionalização. Mário Silva, na altura Secretário de Estado da Administração Interna e depois Ministro da Administração Interna (1991-1996) e autor material do projecto do Estatuto dos Municípios, falou com o Expresso das Ilhas sobre a evolução, as fragilidades e os desafios do poder autárquico em Cabo Verde.

Ainda no tema das autárquicas é de destacar a infografia com todos os candidatos à presidência de cada uma das autarquias do país.

Não há volta a dar, a crise do novo coronavírus deixou de joelhos sectores importantes da economia nacional. É uma crise que tem uma característica diferente das anteriores, todos estão a apanhar por tabela. João Santos, empresário e administrador da SOCIAVE, e Abílio Madalena, director-geral da ENACOL, contam ao Expresso das Ilhas como é que a pandemia afectou os sectores alimentar e petrolífero.

O Director Nacional de Saúde, Artur Correia afirmou que ainda não há uma diminuição do número de casos quando Cabo Verde está quase a chegar aos 5 mil casos. COVID-19, em seis meses, causou 46 vítimas mortais.

Ainda a opinião de Maria Silva em que aborda o homicídio do jovem descendente de cabo-verdianos, Willy Monteiro Duarte, em Itália e de Dina Salústio com “Las estrelas solo brillan quando el cielo está oscuro”.

Concorda? Discorda? Dê-nos a sua opinião. Comente ou partilhe este artigo.

Autoria:Expresso das Ilhas,16 set 2020 0:04

Editado porSara Almeida  em  20 set 2020 13:19

pub.
pub.
pub.
pub.

Últimas no site

    Últimas na secção

      Populares na secção

        Populares no site

          pub.