Edição 1043

PorExpresso das Ilhas,24 nov 2021 0:09

O Orçamento do Estado para 2022 vai estar em debate esta semana na Assembleia Nacional e faz a manchete desta edição do Expresso das Ilhas.

Orçamento de Estado para o próximo ano (OE2022), considerado uma ponte entre quase dois anos de crise e a retoma económica. Quer, ao mesmo tempo, combater a pandemia, uma das prioridades do documento, e desenvolver os instrumentos que servirão de base ao regresso da actividade económica. Mas é também um orçamento construído num contexto de muitas incertezas e numa altura em que o arquipélago vive submergido pela dívida pública.

Também em destaque está o Supremo Tribunal de Justiça.

Há cerca de um ano que o Supremo Tribunal de Justiça funciona apenas com cinco juízes de um quadro previsto de sete, que o deveriam compor. O processo de avaliação dos juízes desembargadores, candidatos naturais para as vagas do quadro, já começou e será seguida de um concurso. Estima-se que tudo esteja concluído no início do próximo ano garantindo maior “normalidade” ao funcionamento desta instância, incluindo a eleição do seu Presidente.

Um ano após as eleições autárquicas fomos ouvir o Presidente da Associação Nacional de Municípios de Cabo Verde.

A situação actual dos municípios cabo-verdianos, as assimetrias regionais e, naturalmente, a pandemia e todas as suas consequências são alguns dos temas desta conversa.

Falamos também da Zona Económica Especial Marítima de São Vicente. O que é? Quais os principais pilares que dão sustentação a este projecto que promete mudar o futuro do norte do país? Júlio Almeida, PCA da ZEEMCV explica as mudanças que este projecto vai trazer para Cabo Verde e em especial para São Vicente.

Na cultura trazemos-lhe, esta semana, dois temas. O primeiro é a entrevista com Irlando Ferreira, o Director do Centro Nacional de Arte e Design.

“Aquilo que nos dará maior alegria é ver as pessoas a fruírem na plenitude daquilo que andamos aqui esse tempo todo a preparar a pensar na classe e a pensar no público”. A afirmação é do director do Centro Nacional de Arte, Artesanato e Design (CNAD) que nesta conversa com o Expresso das Ilhas expõe os objectivos da URDI 2021 e expressa a sua alegria por este evento ter regressado ao seu espaço de eleição, a Praça Nova.

O segundo é o livro da autoria de Corsino Tolentino com o título ‘A Vitória é Hoje. A minha relação com a Paralisia Supranuclear Progressiva’. Livro-testemunho do autor regista a sua doença (até onde pôde), de Janeiro de 2019 a Fevereiro de 2020.

Concorda? Discorda? Dê-nos a sua opinião. Comente ou partilhe este artigo.

Autoria:Expresso das Ilhas,24 nov 2021 0:09

Editado porSara Almeida  em  24 nov 2021 18:08

pub.

pub.
pub.
pub.

Últimas no site

    Últimas na secção

      Populares na secção

        Populares no site

          pub.