​FAO acredita que um mundo sem fome até 2030 ainda é possível

PorExpresso das Ilhas, ONU News,12 out 2018 12:16

Graziano da Silva
Graziano da Silva

O director-geral da Organização da ONU para Agricultura e Alimentação, FAO, diz que é chegada a hora de redobrar os esforços para alcançar o objectivo “Fome Zero”. Graziano da Silva acredita que a meta ainda é possível, no horizonte 2030.

Em mensagem vídeo, o director-geral da Organização da ONU para Agricultura e Alimentação, FAO, Graziano da Silva, lembrou que “pelo terceiro ano seguido os números de fome no mundo aumentaram”.

A mensagem foi lançada em antecipação da Semana Mundial da Alimentação, que começa na segunda-feira. Na próxima terça-feira, 16 de Outubro, assinala-se o Dia Mundial da Alimentação.

Segundo Graziano da Silva, “o mundo está a retornar aos níveis de fome de há uma década”. Quase 820 milhões de pessoas sofreram fome em 2017, de acordo com os últimos dados da FAO.

Ao mesmo tempo, os níveis de sobrepeso e obesidade aumentam rapidamente.

O Dia Mundial da Alimentação deste ano tem o tema “As nossas acções são o nosso futuro”. O director-geral explica que a data serve para pedir à comunidade internacional que trabalhe de forma mais coordenada e que utilize toda a informação e ferramentas disponíveis.

O chefe da FAO acredita que chegou o “momento de redobrar os empenhos para alcançar o Objectivo Fome Zero”. Segundo ele, “isso ainda é possível com a união de forças entre governos, organizações, instituições e cidadãos comuns nos restantes anos até 2030”.

Para ele, “agir não é mais uma opção, é um passo necessário para um futuro sustentável para todos.” Graziano da Silva acredita que “as nossas acções de hoje vão determinar o nosso futuro”.

Para marcar a data, serão realizados eventos em 130 países. A cerimónia global acontece na sede da FAO, em Roma, com a participação do rei Letsie III do Lesotho e da rainha Letizia de Espanha. Serão mostradas mensagens do Papa Francisco e do secretário-geral da ONU, António Guterres.

Na segunda-feira, 15 de Outubro, será publicado o relatório Estado da Alimentação e Agricultura. A edição deste ano explora como a migração está ligada à segurança alimentar, agricultura e desenvolvimento rural.

No mesmo dia, começa o encontro anual do Comité de Segurança Alimentar Mundial, que termina a 19 de Outubro. O Comité é a principal plataforma internacional de convergência de políticas desta área. As sessões deste ano vão focar-se na melhoria dos sistemas de alimentação e nutrição.

Concorda? Discorda? Dê-nos a sua opinião. Comente ou partilhe este artigo.

Autoria:Expresso das Ilhas, ONU News,12 out 2018 12:16

Editado porNuno Andrade Ferreira  em  16 nov 2018 6:19

pub.
pub
pub.

Últimas no site

    Últimas na secção

      Populares na secção

        Populares no site

          pub.