Supremo Tribunal dos Estados Unidos permite aplicação ampla dos limites de asilo

PorExpresso das Ilhas, Lusa,12 set 2019 7:37

​O Supremo Tribunal dos Estados Unidos permitiu na quarta-feira à administração de Donald Trump aplicar uma nova regra que impede a maioria dos imigrantes da América Central de obter asilo no país.

Segundo a Associated Press, esta ordem dos juízes anula temporariamente uma decisão que tinha bloqueado a nova política de asilo em alguns estados ao longo da fronteira sul. 

A agência espanhola Efe explica que o Supremo Tribunal, que deu a informação no seu sítio na Internet, suspendeu a decisão de um tribunal inferior que havia bloqueado essa medida nalguns estados fronteiriços com o México. 

A nova política visa negar asilo a qualquer pessoa que passe por outro país a caminho dos Estados Unidos sem procurar protecção lá. A maioria das pessoas que cruzam a fronteira sul é da América Central e foge da violência e da pobreza. Em grande parte, estas pessoas são inelegíveis perante a nova regra, assim como os requerentes de asilo da África, Ásia e América do Sul que chegam regularmente à fronteira sul. 

Esta decisão reverte décadas da política dos Estados Unidos. O Governo disse que deseja fechar a lacuna entre uma triagem inicial de asilo pela qual a maioria das pessoas passa e uma decisão final sobre asilo que a maioria das pessoas não vence. 

As juízas Ruth Bader Ginsburg e Sonia Sotomayor discordaram da decisão judicial. “Mais uma vez, o poder executivo emitiu uma regra que procura reverter práticas antigas de refugiados que procuram abrigo contra perseguição”, escreveu Sotomayor.

Concorda? Discorda? Dê-nos a sua opinião. Comente ou partilhe este artigo.

Autoria:Expresso das Ilhas, Lusa,12 set 2019 7:37

Editado porNuno Andrade Ferreira  em  17 set 2019 13:19

pub.
pub.

Últimas no site

    Últimas na secção

      Populares na secção

        Populares no site

          pub.