"Seria estúpido" continuar a apostar nos combustíveis fósseis

PorExpresso das Ilhas, Lusa,27 out 2022 7:47

O secretário-geral da ONU reforçou esta quarta-feira que "seria estúpido" continuar a apostar nos combustíveis fósseis que "levaram ao desastre" e sublinhou que, se o mundo tivesse investido nas energias renováveis, a actual crise energética teria sido evitada.

"É óbvio que se o mundo, e a Europa em particular, tivessem investido fortemente em energia renovável nos últimos 20 anos, não estaríamos a enfrentar a crise energética que estamos a viver e os preços do petróleo e do gás não seriam tão altos", sublinhou António Guterres, numa entrevista à estação BBC onde abordou a guerra na Ucrânia e as suas consequências, como a retoma da produção de certos combustíveis fósseis.

O diplomata português salientou que não existiu um "investimento suficiente em energias renováveis" e que agora o mundo está a "pagar o preço".

"O mais estúpido seria apostar no que nos levou ao desastre", reforçou o secretário-geral das Nações Unidas, que tem lembrado constantemente sobre a responsabilidade dos combustíveis fósseis no aquecimento global.

"Temos que aprender com o passado. Os investimentos em energias renováveis são absolutamente vitais", acrescentou, apelando novamente a uma tributação sobre os lucros extraordinários do sector de combustíveis fósseis.

A menos de duas semanas da abertura da conferência climática da ONU COP27 no Egipto, Guterres pediu aos estados que façam mais na luta contra as alterações climáticas, para "inverter a tendência".

De acordo com a última avaliação da ONU-Clima, publicada na quarta-feira, os compromissos dos países signatários do acordo de Paris ainda estão "muito longe" do que seria necessário para esperar cumprir os objectivos da luta contra o aquecimento global.

Limitar o aquecimento global a mais 1,5 graus centígrados em comparação com a era pré-industrial "ainda é possível", realçou.

"Mas estamos prestes a perder essa possibilidade", alertou o responsável da ONU.

Concorda? Discorda? Dê-nos a sua opinião. Comente ou partilhe este artigo.

Autoria:Expresso das Ilhas, Lusa,27 out 2022 7:47

Editado porAndre Amaral  em  25 jan 2023 23:27

pub.
pub.

pub.
pub.

Últimas no site

    Últimas na secção

      Populares na secção

        Populares no site

          pub.