Gaza. Operação no hospital Al-Shifa, testemunhas falam em bombardeamentos

PorExpresso das Ilhas, Lusa,18 mar 2024 8:03

O exército israelita anunciou, hoje, estar a realizar uma operação no hospital Al-Shifa, em Gaza. Testemunhas no terreno disseram ter ouvido bombardeamentos.

Soldados estão "actualmente a levar a cabo uma operação direcionada na área do hospital Al-Shifa", referiu o comunicado.

"A operação baseia-se em informações que indicam a utilização do hospital por terroristas de alta patente do Hamas", acrescentou.

Testemunhas no terreno confirmaram à agência de notícias France-Presse (AFP) "operações aéreas" no bairro de Al-Rimal, onde se situa o hospital, o maior da Faixa de Gaza.

Os habitantes deste bairro central da cidade de Gaza afirmaram que "mais de 45 tanques israelitas e veículos blindados" tinham entrado em Al-Rimal. Alguns relataram também "combates" em redor do hospital.

O exército israelita dirige-se aos residentes através de altifalantes, pedindo-lhes que permaneçam em casa, enquanto "os drones disparam sobre as pessoas nas ruas perto do hospital", disseram testemunhas locais à AFP.

O serviço de imprensa do governo do Hamas afirmou que o hospital Al-Shifa estava a "ser bombardeado", acrescentando que "dezenas de milhares de pessoas deslocadas" se encontravam no edifício.

As tropas israelitas receberam "instruções sobre a importância de actuar com precaução, bem como sobre as medidas a tomar para evitar ferir pacientes, civis e pessoal médico", de acordo com o comunicado do exército.

"Foram trazidos para o local falantes de árabe para facilitar o intercâmbio com os pacientes", acrescentou. "Pacientes e pessoal médico não são obrigados a retirarem-se" do edifício, referiu a mesma nota.

Em 15 de Novembro, o exército israelita tinha entrado no hospital, que está agora a funcionar com a capacidade mínima e com uma equipa reduzida.

Depois da operação, o exército israelita afirmou ter encontrado no hospital Al-Shifa "munições, armas e equipamento militar" do Hamas, o que o movimento, no poder na Faixa de Gaza desde 2007, desmentiu.

O exército israelita declarou igualmente ter descoberto, sob o hospital Al-Shifa, um túnel de 55 metros de comprimento, que alegou ser utilizado "para terrorismo". Na altura, convidou jornalistas a visitar o local.

Desde o início da guerra entre Israel e o Hamas, a 07 de Outubro, o exército israelita efetuou operações em vários hospitais no território palestiniano e acusa o Hamas de utilizar os estabelecimentos de saúde como centros de comando.

De acordo com a ONU, menos de um terço dos hospitais da Faixa de Gaza está parcialmente operacional.

Concorda? Discorda? Dê-nos a sua opinião. Comente ou partilhe este artigo.

Autoria:Expresso das Ilhas, Lusa,18 mar 2024 8:03

Editado porAndre Amaral  em  24 jun 2024 23:29

pub.

pub.

pub
pub.

Últimas no site

    Últimas na secção

      Populares na secção

        Populares no site

          pub.