​Universidade e o desenvolvimento através do desporto

PorLeonardo Cunha,4 out 2019 14:33

Esta semana foi divulgada pela Universidade de Cabo Verde (Uni-CV), a abertura de várias novas pós-graduações de mestrado para o ano letivo de 2019/2020. Uma delas, deu-me uma plena satisfação de constatar, pois diz respeito ao Mestrado de Gestão das Organizações Desportivas.

Conforme podemos encontrar na apresentação da pós-graduação, este Mestrado em Gestão das Organizações Desportivas vai de encontro ao desejo de desenvolvimento do potencial do país em ser um centro de excelência na nossa região e junto dos países africanos de língua portuguesa, seja no domínio da formação de quadros altamente capacitados para atuar tanto nas instituições ligadas ao desporto como na atividade de investigação.

Igualmente de referir que este curso de mestrado busca desenvolver as aptidões práticas no âmbito da gestão do desporto devidamente contextualizados ao Movimento Olímpico. Isso permite aos formandos melhorar as competências no domínio da conceção, do planeamento, da organização, da liderança e do controlo de projetos, seja nas organizações desportivas (públicas ou privadas), seja a nível nacional como internacional.

O papel da universidade é determinante no desenvolvimento regional, na medida em que as relações estabelecidas entre os agentes, universidades, empresas e sociedade civil, promovem este mesmo desenvolvimento. Exemplo disso é o modelo da Tríplice-Hélice de Etzkowitz que destaca ainda que a chave para a inovação e o crescimento de uma economia baseada no conhecimento está na interação entre estes os eixos da universidade/empresa/governo.

No âmbito do desenvolvimento através do Desporto, a universidade tem um papel primordial. Além de me referir agora numa perspetiva mais reduzida, apenas associado ao alto rendimento no desporto, o modelo de “Successful elite sport policies – SPLISS 2.0” considera que um dos seus Pilares, neste caso o 9, está relacionado com a importância da área de Inovação e investigação científica para o sucesso no panorama desportivo.

Contudo, numa visão mais alargada, o Comité Olimpico internacional coloca como “objetivo do Olimpismo, colocar o desporto a serviço do desenvolvimento harmonioso do homem e promover uma sociedade pacífica preocupada com a preservação da dignidade humana". Este é um dos Princípios Fundamentais do Olimpismo inscritos na Carta Olímpica.

Nesta perspetiva olímpica, a inovação é uma das mais importantes características na forma como é realizada a colaboração humana para poder contribuir para um melhor e mais pacifico mundo. Assim, nesta matriz de valores, a academia tem um papel preponderante.

A Uni-CV deu mais um passo importante para o futuro do desenvolvimento de Cabo Verde através do desporto. Agora, cabe aos Cabo-verdianos, compreenderem a janela de oportunidade que foi aberta e aproveitar a mesma para promoção de uma nova etapa de desenvolvimento deste jovem país.

Concorda? Discorda? Dê-nos a sua opinião. Comente ou partilhe este artigo.

Autoria:Leonardo Cunha,4 out 2019 14:33

Editado porNuno Andrade Ferreira  em  11 dez 2019 23:21

pub.
pub.

Últimas no site

    Últimas na secção

      Populares na secção

        Populares no site

          pub.