Câmara Municipal do Maio nega "trabalho escravo"

PorLourdes Fortes, Rádio Morabeza,26 mar 2018 10:23

Miguel Rosa
Miguel Rosa

O presidente da câmara municipal da ilha do Maio estranha as denúncias da secretária-geral da UNTC-CS que, na semana passada, alertou para situações que se assemelham a “trabalho escravo” na ilha. Miguel Rosa fala em situação pontual e acusa a secretária geral da UNTC-CS de má fé.

“A situação que a sindicalista quer generalizar está a ser equacionada. Foi informada das razões por que ainda não se efectivou uma solução no Serviço Autónomo de Água e Saneamento que se prende com o processo de criação da Empresa Água e Energia do Maio, processo que impede, para já, a adopção de algumas medidas como recrutamento de pessoal”, afirma Miguel Rosa em nota enviada à nossa redacção. 

O edil do Maio diz que a autarquia não se revê nas críticas da central sindical e destaca “os esforços visando a melhoria da situação laboral”.

“É inconcebível que, em pleno 2018, haja um único colaborador nosso a fazer trabalho escravo. A posição da Secretária-geral da UNTC-CS é de uma deselegância de bradar aos céus. Haverá, sim, uma ou outra situação que precisa de ser corrigida mas, honestamente, longe de ser trabalho escravo", explica.

O presidente da Câmara Municipal do Maio sublinha que está "a trabalhar para a resolução em definitivo de tudo quanto possa configurar violação dos direitos laborais” e questiona o futuro das relações entre a autarquia e a central sindical liderada por Joaquina Almeida.

Na sexta-feira passada, a União Nacional dos Trabalhadores de Cabo Verde - Central Sindical, num balanço das visitas de uma equipa da central sindical, chefiada pela secretária-geral, às ilhas do Sal, Maio, Fogo e Brava, alertou para aquilo que classificou de atropelos aos direitos dos trabalhadores nestas ilhas

A secretária-geral falou em ameaças de despedimentos, contratos precários e disse que na ilha do Maio há casos que se assemelham a "trabalho escravo".

Concorda? Discorda? Dê-nos a sua opinião. Comente ou partilhe este artigo.

Autoria:Lourdes Fortes, Rádio Morabeza,26 mar 2018 10:23

Editado porNuno Andrade Ferreira  em  24 set 2018 3:22

pub.
pub

Últimas no site

    Últimas na secção

      Populares na secção

        Populares no site

          pub.