Judiciária detém quatro alegados abusadores de menores

PorExpresso das Ilhas,6 abr 2018 16:29

Quatro homens, com idades entre os 20 e os 43 anos, foram detidos pela Polícia Judiciária, no Sal e na Praia, por serem suspeitos da prática de crimes de abuso sexual de menores.

Segundo o comunicado emitido pela PJ, no Sal, foram detidos dois homens. O primeiro, de 28 anos, foi detido ontem, 5 de Abril, e está “fortemente indiciado na prática de um crime de abuso sexual contra a enteada, na sua forma agravada”. 

No mesmo dia, a PJ deteve um segundo homem, de 24 anos, que está a ser acusado “da prática de cinco crimes de abuso sexual a uma menor, tendo a mesma ficado grávida do agressor. À data dos factos, ambas as vítimas tinham 13 anos”.

Os dois detidos foram presentes na manhã de hoje às autoridades judiciárias competentes, para o primeiro interrogatório judicial e aplicação das medidas de coacção.

Também esta quinta-feira foram detidos, na Praia, outros dois homens acusados da prática de cinco crimes contra crianças.

Um dos suspeitos, um homem de 43 anos, foi detido, segundo a PJ, “por haver fortes indícios da prática de dois crimes de agressão sexual de criança, com penetração, em concurso efectivo com um crime de agressão sexual de criança e um crime de coacção, ocorridos entre Agosto de 2017 e Março de 2018. As vítimas eram duas vizinhas de 12 e 13 anos, respectivamente”. 

Quanto ao segundo suspeito, um homem de 20 anos, alega a PJ que sobre ele “pesam fortes indícios da prática de três crimes de abuso sexual de criança, com penetração, sob a forma agravada, ocorridos entre 2015 e 2017. A vítima era uma parente, que a data dos factos contava com idade compreendida entre 6 e 8 anos”.

Os dois homens foram presentes a tribunal ontem à tarde e foi-lhe decretada prisão preventiva.

Concorda? Discorda? Dê-nos a sua opinião. Comente ou partilhe este artigo.

Autoria:Expresso das Ilhas,6 abr 2018 16:29

Editado porNuno Andrade Ferreira  em  23 set 2018 3:22

pub.
pub

Últimas no site

    Últimas na secção

      Populares na secção

        Populares no site

          pub.