"Política de saúde para adolescentes evita danos mais tarde"

PorLourdes Fortes, Rádio Morabeza,22 ago 2018 16:31

Inauguração do espaço piloto para a saúde do adolescente , em São Vicente
Inauguração do espaço piloto para a saúde do adolescente , em São Vicente(Rádio Morabeza)

A coordenadora do programa nacional de saúde do adolescente destaca a importância de criação e implementação de uma política pública especifica para esta faixa etária, para eventuais danos nas outras etapas da sua vida.

Belmira Miranda falava hoje à imprensa, em São Vicente, durante a inauguração do espaço piloto para a saúde do adolescente, situado no centro de saúde de Fonte Inês.

“Há bem pouco tempo, os cuidados, não só em Cabo Verde, davam atenção mais à mulher grávida e à criança, mas temos que dar atenção a todo o mundo e principalmente a nível das faixas etárias de crianças e adolescentes. Temos que apostar na prevenção de doenças e na promoção da saúde. É um grande desafio, porque você está a construir um acesso para um grupo que diz que não tem acesso a cuidados, consoante os nossos estudos”, afirma.

As mudanças rápidas nos processos de desenvolvimento humano, durante o período da adolescência, exigem adaptações constantes do indivíduo e dos contextos nos quais se insere.

Belmira Miranda sublinha que estes ajustes são decisivos para a saúde do adolescente, da família e da comunidade.

“É a fase em que as pessoas podem adoptar hábitos que não são saudáveis, então temos que trabalhar muito, voltados para a  prevenção, desde os consumos, os comportamentos sexuais de risco, a prevenção da depressão, suicídio. Temos que focar nestes aspectos para que a nossa população possa ter um estilo de vida mais saudável”, sublinha.

Lídia Lima, responsável pelo pelouro de acção social na Câmara Municipal de São Vicente, lembra que na adolescência a saúde não se encerra apenas na ausência de doenças ou na prevenção de comportamentos de risco. Destaca a vereadora que a qualidade de vida do adolescente é crucial.

“Nos períodos das férias, os jovens não têm muita ocupação e é nesse período que muitos se perdem, através do consumo do álcool, de um primeiro contacto com as drogas, entre outros”, aponta.

O espaço para a saúde do adolescente vai funcionar no horário do centro de saúde de Fonte Inês, com uma equipa multidisciplinar, composta por profissionais de saúde.

Concorda? Discorda? Dê-nos a sua opinião. Comente ou partilhe este artigo.

Autoria:Lourdes Fortes, Rádio Morabeza,22 ago 2018 16:31

Editado porNuno Andrade Ferreira  em  20 set 2018 15:19

pub.
pub

Últimas no site

    Últimas na secção

      Populares na secção

        Populares no site

          pub.