Prisão preventiva para quatro dos cinco suspeitos de burla

Ficaram em prisão preventiva quatro dos cinco indivíduos, de nacionalidade estrangeira e cabo-verdiana, detidos, na quarta-feira, em São Vicente, por suspeitas da prática de vários crimes de burla qualificada, ameaças de morte, falsificação e passagem de moeda. O quinto elemento do grupo ficou sob termo de identidade e residência .

Segundo uma nota da Polícia Judiciária, “os suspeitos, que se apresentavam sob diferentes nomes e disfarces, fazem parte de uma associação criminosa que se dedica à práticas de crimes de burla, ameaças de morte e rapto, falsificação de moeda e outros, que vinha actuando em várias partes do país, com destaque para a ilha de São Vicente”.

As detenções ocorreram na sequência de buscas domiciliárias realizadas nos arredores da cidade do Mindelo. Também foram apreendidos diversos objectos e documentos relacionados com os crimes.

A PJ estima que as vítimas foram burladas em valores que ultrapassam os quinze milhões de escudos. A Polícia Judiciária suspeita que “parte desse dinheiro tenha sido usado na compra da embarcação e mantimentos que apoiaram o transporte de pessoas para o Brasil, de forma ilegal, ocorrido recentemente, a partir de Mindelo”.

Concorda? Discorda? Dê-nos a sua opinião. Comente ou partilhe este artigo.

Autoria:Expresso das Ilhas, Rádio Morabeza,31 ago 2018 14:10

Editado pormaria Fortes  em  22 nov 2018 3:23

pub.
pub.
pub

Últimas no site

    Últimas na secção

      Populares na secção

        Populares no site

          pub.