Correios negam culpa nos atrasos com correspondências e encomendas vindas do exterior

PorExpresso das Ilhas, Inforpress,19 dez 2018 15:35

Cipriano Carvalho
Cipriano Carvalho(Inforpress)

​Os Correios de Cabo Verde (CCV) negam responsabilidades pelo atraso na chegada das correspondências ao país, referindo que têm apenas a responsabilidade de receber as malas de Portugal e de outros países e fazer a distribuição.

Em entrevista à Inforpress, referindo-se aos atrasos nas correspondências e encomendas, sobretudo nesta época festiva, o administrador executivo dos CCV, Cipriano Carvalho, esclareceu que, por vezes, as companhias de aviação não conseguem fazer o escoamento da carga, principalmente em épocas altas, como é o caso do Natal e fim-de-ano.

“Como consequência, várias correspondências ficam retidas até que se encontre uma solução mas, este constrangimento não é da responsabilidade dos Correios de Cabo Verde”, disse.

Conforme a mesma fonte, durante o período que vai de Dezembro até final de Janeiro, os CTT Correios de Portugal, uma das principais parceiras da administração postal de Cabo Verde, têm de reter as cargas no aeroporto de Lisboa por falta de capacidade das companhias aéreas em transportá-las.

Apesar disso, o responsável reconheceu que este constrangimento tem afectado também os Correios de Cabo Verde, que já chegou a recorrer a meios marítimos para prestar o serviço de administração postal.

Concorda? Discorda? Dê-nos a sua opinião. Comente ou partilhe este artigo.

Autoria:Expresso das Ilhas, Inforpress,19 dez 2018 15:35

Editado porNuno Andrade Ferreira  em  10 set 2019 23:22

pub.
pub
pub.

Últimas no site

    Últimas na secção

      Populares na secção

        Populares no site

          pub.