Qualidade do ar deve ser preocupação - DNA

PorExpresso das Ilhas, Lusa,5 jun 2019 8:01

​A poluição do ar em Cabo Verde não constitui um problema grave, mas o quadro existente exige precauções por forma a garantir que o ar respirado é de boa qualidade, estando já várias medidas em curso.

As considerações são feitas pelo director nacional do Ambiente (DNA), Alexandre Nevsky Rodrigues, em declarações à Inforpress no âmbito da celebração de mais um Dia Mundial do Ambiente (05 de Junho), que este ano é assinalado sob o lema “a poluição do ar”.

Alexandre Rodrigues afirma que em Cabo Verde não existem grandes poluidores, como as grandes indústrias, mas afirma que o problema é mundial, pelo que é uma preocupação no país.

“Os dados mais recentes indicam que nove em cada 10 pessoas respiram ar poluído e a poluição é responsável por um em cada 9 mortes que acontecem a nível mundial. Isto significa que terá obrigatoriamente de ser uma preocupação de todos e também de Cabo Verde”, diz.

Pela sua localização geográfica, Cabo Verde recebe massas de ar de todos os continentes, constituindo também um risco a bruma seca que afecta o país com periodicidade mais longa.

A frota automóvel está a aumentar e a indústria a desenvolver-se, criando um quadro para que as precauções necessárias sejam tomadas em matéria de monitorização do ar.

Alexandre Nevsky Rodrigues adianta que estão a ser tomadas diversas medidas, a nível macro e micro e cita como exemplo o compromisso assumido pelo país de, até 2030, atingir 52% de penetração de energias renováveis.

“Vamos reduzir para mais de metade o consumo e a queima dos combustíveis fósseis aqui no país, através da penetração das energias renováveis”, explica

O director nacional do Ambiente fala ainda da chegada dos primeiros carros eléctricos e de todas as medidas de incentivo para a importação desse tipo de viaturas, visando a criação de uma frota dos carros não poluidores.

“São medidas que estão a ser tomadas para que no futuro sejamos um país exemplo”, antecipa.

A aposta nos próximos tempos será a criação de postos de monitorização da qualidade de ar, por forma a reunir informações que permitam criar um índice de qualidade do ar em Cabo Verde.

Uma primeira estação móvel encontra-se instalada na Escola Técnica de Achada Santo António, na Cidade da Praia.

Aproximadamente 7 milhões de pessoas morrem prematuramente a cada ano devido à poluição do ar, 4 milhões das mortes ocorrem na região da Ásia e do Pacífico.

O lema do Dia Mundial do Meio Ambiente deste ano incitará governos, indústria, comunidades e indivíduos a se unirem para explorar a energia renovável e as tecnologias verdes, bem como melhorar a qualidade do ar em cidades e regiões de todo o mundo.

Concorda? Discorda? Dê-nos a sua opinião. Comente ou partilhe este artigo.

Autoria:Expresso das Ilhas, Lusa,5 jun 2019 8:01

Editado porNuno Andrade Ferreira  em  20 set 2019 23:22

pub.
pub.

Últimas no site

    Últimas na secção

      Populares na secção

        Populares no site

          pub.