COVID-19: Mais um caso positivo em Cabo Verde

Hotéis de São Vicente registam cancelamentos diários de reservas

PorExpresso das Ilhas, Inforpress,19 mar 2020 6:23

Alguns hotéis em São Vicente começam a registar cancelamentos diários de reservas de várias nacionalidades devido ao novo coronavírus (Covid-19) e em proporções “nunca antes vistas”, asseguram os responsáveis das unidades hoteleiras com “alguma preocupação”.

“É uma chuva de cancelamentos nunca antes vista”, salientou à Inforpress a assistente de gerência do Kira´s Boutique Hotel, Nilza Lopes, adiantando ser de “todas as nacionalidades”.

A gestora do Oásis Hotel Porto Grande, Virna Ramos, também reportou à Agência de Notícias, em São Vicente, ser de “se esperar que Cabo Verde começasse a sentir os efeitos negativos do Covid-19, entre estes os cancelamentos de reservas em hotéis”.

“Recebemos diariamente pedidos de cancelamento dos operadores turísticos, uma vez que as próprias pessoas estão a evitar viajar. E agora com o fecho das fronteiras em Cabo Verde, a situação vai ficar ainda pior”, disse a gerente, com prognóstico que até Abril poderão ter “ocupação quase a zero”, pelo menos no que se refere a hóspedes internacionais.

Também com cancelamentos de hora em hora, o Don Paco Hotel também está a braços com a diminuição de vindas de turistas, principalmente de países como Alemanha, França e Espanha.

“Estão a ser tomadas medidas contra o novo coronavírus e com encerramento de fronteiras, então as pessoas também são obrigadas a cancelar as viagens”, sublinhou a chefe de recepção do hotel, Charlina Miranda.

Na mesma situação, a responsável de reservas do Aparthotel Avenida, Marina Paris, confirmou ainda não saber o que fazer.

“Já estamos com pelo menos 80 por cento de cancelamentos e na maioria de grupos”, explicou a mesma fonte, adiantando estarem um pouco de “mãos e pés atados”, mas a seguir as recomendações da Direcção-geral do Turismo.

A situação em São Vicente já chegou a tal ponto que neste momento há informações de unidades hoteleiras a fecharem as portas, como por exemplo o Hotel Residencial Sodade.

Um cenário que tem provocado “muita preocupação” aos responsáveis dos hotéis, mas que ainda assim guardam “alguma esperança”.

“Por enquanto é aguardar, com esperança, que a situação possa ser controlada brevemente na Europa e as actividades hoteleiras possam voltar ao normal”, lançou a gestora do Oásis Hotel Porto Grande, Virna Ramos.

Cabo Verde ainda não registou nenhum caso de infecção pelo Covid-19, mas desde terça-feira, como prevenção, o Governo decretou a suspensão das ligações aéreas entre Cabo Verde e Portugal, EUA, Brasil, Senegal, Nigéria e todos os países europeus assinalados com a epidemia.

Hoje, durante a reunião do Conselho Nacional de Protecção Civil, foram também anunciadas algumas medidas de restrições como o encerramento dos bares e restaurantes às 21:00 e diminuição das suas lotações, restrições nas visitas a lares e aos centros onde estejam pessoas de terceira idade e aos estabelecimentos prisionais e restrição às visitas aos hospitais e outros estabelecimentos de saúde, entre outras.

O coronavírus, responsável pela pandemia da Covid-19, já infectou mais de 189 mil pessoas, das quais mais de 7.800 morreram.
Das pessoas infectadas em todo o mundo, mais de 81 mil recuperaram da doença.

A doença espalhou-se por mais de 146 países e territórios, o que levou a Organização Mundial da Saúde (OMS) a declarar uma situação de pandemia.

Os países mais afectados depois da China são a Itália, com 2.503 mortes para 31.506 casos, o Irão, com 988 mortes (16.169 casos), a Espanha, com 491 mortes (11.178 casos) e a França com 148 mortes (6.633 casos).

Concorda? Discorda? Dê-nos a sua opinião. Comente ou partilhe este artigo.

Autoria:Expresso das Ilhas, Inforpress,19 mar 2020 6:23

Editado porSara Almeida  em  4 abr 2020 23:21

pub.
pub.
pub.

Últimas no site

    Últimas na secção

      Populares na secção

        Populares no site

          pub.