Cerca de 160 testes feitos aos contactos dos médicos infectados deram negativos – HAN

PorInforpress,30 abr 2020 8:04

O presidente do conselho de administração do Hospital Agostinho Neto, Júlio Andrade, garantiu esta quarta-feira que todos os testes feitos aos contactos directos e indirectos dos quatro profissionais que contraíram a COVID-19 deram negativos.

“Dos testes que nós já fizemos, dos contactos directos e indirectos, dos profissionais que, infelizmente, contraíram o vírus da COVID-19, até esta altura deram todos negativos. Cerca de 160 já fizeram e deram todos negativos. Isto demonstra o nível de segurança que nós estamos a praticar”, regozijou-se.

Júlio Andrade que falava em declarações à imprensa para reagir as declarações do bastonário da Ordem dos Médicos de Cabo Verde, aproveitou para esclarecer que não foram os funcionários que pediram para fazer os testes da COVID-19, mas sim estão a seguir as normas da Delegacia de Saúde que é autoridade sanitária a nível do concelho da Praia e que recomenda isso.

Como profissionais de saúde, frisou, todos devem fazer teste, uma vez que são os contactos directos. Depois, segundo a mesma fonte, decidiram alargar os testes para os contactos indirectos desses quatro profissionais de saúde, sendo dois médicos do serviço da Pediatria e da Maternidade.

Fazendo uma comparação com Portugal, Júlio Andrade disse que nas primeiras semanas 20% dos doentes eram profissionais da saúde, enquanto em Cabo Verde este valor é inferior a meio por cento.

“Temos quase 900 trabalhadores. Estamos a falar num hospital onde estamos aqui confinados, a trabalhar uns com os outros. Tem de ter interligação, inter-consultas, cirurgias, exames, ou seja, num ambiente de grande probabilidade de contaminação, portanto não podemos dramatizar ou tentar lançar culpa em relação a esses quatro casos”, advertiu.

Júlio Andrade aproveitou para apelar a todos que deixem de lado as divergências pessoais ou politicas e que trabalhem com um único foco, que é o combate ao novo coronavírus.

Assegurou que a sua equipa está segura e que todos têm feito o máximo, nos condicionalismos de Cabo Verde, e “os resultados estão a vista”.

“Nós temos um óbito por cada milhão de habitantes, temos cerca de 200 doentes por cada milhão de habitantes, comparamos com Portugal que tem cerca de 100 óbitos por cada milhão de habitantes e tem quatro mil doentes por cada milhão de habitantes, portanto, os nossos resultados são boas e temos que ter confiança nas autoridades e nos profissionais de saúde “, finalizou.

Dos 113 casos de COVID-19 em Cabo Verde, 56 casos positivos são do concelho da Praia. Ainda na Ilha de Santiago há mais três casos de infecção, sendo dois casos no Tarrafal e um em São Domingos.

A Ilha da Boa Vista registou até este momento 53 casos e São Vicente um caso. O País registou um óbito e dois recuperados.

Concorda? Discorda? Dê-nos a sua opinião. Comente ou partilhe este artigo.

Autoria:Inforpress,30 abr 2020 8:04

Editado porSara Almeida  em  11 ago 2020 23:21

pub.
pub.
pub.
pub.
pub.

Últimas no site

    Últimas na secção

      Populares na secção

        Populares no site

          pub.