​Obrigatoriedade de testes para passageiros de São Nicolau em cima da mesa

PorFretson Rocha, Rádio Morabeza,20 jul 2020 15:58

A obrigatoriedade de testes à COVID-19 para passageiros oriundos de São Nicolau será analisada ainda esta semana, durante a próxima reunião do Gabinete de Crise. Garantia dada hoje pelo primeiro-ministro.

Neste momento, apenas os passageiros que queiram sair das ilhas de Santiago e Sal são obrigados a apresentarem um teste negativo para a doença. Na passada sexta-feira, o delegado de saúde de São Vicente, Elísio Silva, alertou para a possibilidade de transmissão comunitária da COVID-19 na ilha do Porto Grande, caso não forem exigidos testes aos passageiros com origem em São Nicolau, ilha com um total de 37 casos, todos em Ribeira Brava.

Em resposta à preocupação do responsável de saúde local, Ulisses Correia e Silva diz que as decisões são tomadas de acordo com pareceres do Ministério da Saúde, através de uma comissão técnica que avalia a situação de 15 em 15 dias.

“A questão que tem a ver com a evolução de casos em São Nicolau vai ser analisada. Vamos reunir o Gabinete de Crise para podermos fazer uma avaliação e tomar as decisões. São sempre decisões tomadas na base de pareceres técnicos que nos dão garantia de utilizar o melhor instrumento de combate à COVID-19”, garante.

O Ministro da Saúde já disse que Cabo Verde vai realizar mensalmente cerca de 22.000 testes rápidos à covid-19 para responder à obrigatoriedade de os passageiros que queiram sair das ilhas de Santiago e do Sal apresentarem um teste negativo para a doença.

O custo do teste rápido e da respectiva declaração a emitir pela autoridade de saúde será de 1.000 escudos, a suportar pelos passageiros das ligações aéreas e marítimas.

Os passageiros que testarem positivo são submetidos ao teste de diagnóstico PCR, no valor de 11.000 escudos, mas que passa a ser suportado pelo Estado.

Cabo Verde tem um total acumulado de 2071 casos positivos do novo coronavírus, 1063 recuperados, 985 casos activos e 21 óbitos, de acordo com o site oficial.

Em todo o continente africano, o número de mortos devido à COVID-19 passou hoje a barreira dos 15 mil, em mais de 720 mil infectados, segundo os dados mais recentes sobre a pandemia em África.

A nível global, a pandemia de COVID-19 já provocou mais de 601 mil mortos e infectou mais de 14,3 milhões de pessoas em 196 países e territórios, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

Concorda? Discorda? Dê-nos a sua opinião. Comente ou partilhe este artigo.

Autoria:Fretson Rocha, Rádio Morabeza,20 jul 2020 15:58

Editado porAndre Amaral  em  12 ago 2020 7:19

pub.
pub.
pub.
pub.
pub.

Últimas no site

    Últimas na secção

      Populares na secção

        Populares no site

          pub.