Trabalhadores do Instituto Nacional de Estatística manifestaram-se hoje na Praia

PorAilson Martins, Rádio Morabeza,29 jan 2021 14:07

Manifestação dos trabalhadores do INE
Manifestação dos trabalhadores do INE Rádio Morabeza

Os trabalhadores do Instituto Nacional de Estatística (INE), manifestaram-se hoje em frente à instituição, na Praia, a exigir a aprovação e publicação dos Instrumentos de Gestão dos Recursos Humanos do INE.

O Presidente do Sindicato da Indústria, Serviços, Comércio, Agricultura e Pesca (SISCAP), Eliseu Tavares, em declarações à imprensa, disse que esta manifestação tinha que acontecer.

"Os estatutos do INE, foram publicados a 7 de Janeiro por imposição legal, noventa dias depois o estatuto do pessoal também deveria ser publicado e ainda não aconteceu, durante todo este tempo nós entendemos que por causa da pandemia, o estado de emergência podia haver algum atraso, mas prolongar até agora é algum desleixo, até falta de respeito. Portanto, nós estamos conscientes, estamos cientes de que essa luta é justa e legal", avança

Eliseu Tavares ameaça com uma greve no dia 3 de Fevereiro, caso a manifestação de hoje não surta efeito.

“E a greve acontecerá se até antes da data não for também publicado o PCCS no Boletim Oficial. Nós até acreditamos na boa-fé e na palavra das pessoas, mas passado todo esse tempo agora é como Santo Tomé: ver para crer. Portanto, disse que recebi de facto uma chamada do ministro das Finanças a dizer que já está aprovado e que brevemente vai ser publicado, se calhar segunda-feira, mas isso já ouvimos varias vezes, quer dizer que a greve está de pé, assim como esteve a manifestação apesar de algumas informações que tentaram passar para desmobilizar o pessoal”, explica.

Participaram na manifestação cerca de 60 trabalhadores do INE.

Concorda? Discorda? Dê-nos a sua opinião. Comente ou partilhe este artigo.

Autoria:Ailson Martins, Rádio Morabeza,29 jan 2021 14:07

Editado porAndre Amaral  em  15 mai 2021 23:21

pub.
pub.
pub.
pub.

Últimas no site

    Últimas na secção

      Populares na secção

        Populares no site

          pub.