Representante da FAO defende mudança de comportamento e criação de uma cidadania verde

PorExpresso das Ilhas, Inforpress,5 jun 2021 13:23

A representante da FAO em Cabo Verde, Ana Touza, defendeu hoje a necessidade de se criar resiliência às mudanças climáticas apostando na mudança de comportamento e na criação de uma cidadania verde.

Ana Touza fez estas declarações, no âmbito da campanha de plantação de árvores no novo Campus da Uni-CV, intitulada “uma planta, uma vida” promovida pela Universidade de Cabo Verde e parceiros, para assinalar o Dia Mundial do Ambiente, que se assinala hoje.

“Primeiro queria agradecer o convite para participar na iniciativa extremamente positiva que é contribuir para a reflorestação da Cidade da Praia e, neste caso, do novo campus da Universidade de Cabo Verde”, disse.

A campanha de plantação, acrescentou, enquadra-se “perfeitamente” no projecto de floresta urbana que se está a desenvolver no quadro do projecto REFLOR-CV, financiado pela União Europeia e pela FAO.

“É preciso mudar a consciência e apostar na criação de uma cidadania verde. Para isso é necessário passar uma mensagem positiva de que nós precisamos construir resiliência às mudanças climáticas”, frisou.

Para Ana Touza, parte da mudança de comportamento que se deve ter é cuidar e proteger as árvores, começando por mais árvores em espaços públicos.

Concorda? Discorda? Dê-nos a sua opinião. Comente ou partilhe este artigo.

Autoria:Expresso das Ilhas, Inforpress,5 jun 2021 13:23

Editado pormaria Fortes  em  15 jun 2021 21:19

pub.
pub.
pub
pub.
pub.

Últimas no site

    Últimas na secção

      Populares na secção

        Populares no site

          pub.