TACV quer ligar toda a diáspora e PCA pede sentido patriótico aos cabo-verdianos

PorExpresso das Ilhas, Inforpress,2 abr 2022 9:25

Companhia está a trabalhar para ter viagens disponíveis com seis meses de antecedência
Companhia está a trabalhar para ter viagens disponíveis com seis meses de antecedência

Sara Pires fez o apelo durante a apresentação da campanha promocional dos TACV – Cabo Verde Airlines (CVA) em Lisboa, reforçando, em declarações à Inforpress, que a companhia “não consegue ligar” todos os lugares onde há cabo-verdianos, mas que a ideia é que os “principais polos tenham uma viagem garantida na CVA”.

A presidente do Conselho de Administração dos Transportes Aéreos de Cabo Verde (TACV- Cabo Verde Airlines) garantiu que a empresa quer ligar toda a diáspora e para isso apelou ao “sentido patriótico” dos cabo-verdianos.

“Temos uma diáspora cabo-verdiana espalhada por toda a parte do mundo, mas o principal polo é Portugal, e estando em Portugal conseguimos apanhar toda a diáspora na Europa, mas a ideia é chegarmos aos países como a França, Holanda e Estados Unidos de América [EUA], onde temos também uma grande e forte comunidade”, explicou.

Segundo a PCA, a relação entre Cabo Verde e Portugal é “muito importante para o desenvolvimento” do País, e o motivo que levou a companhia a retomar as operações com Lisboa é por esta ser a melhor rota.

“Isso é para que de facto a nossa comunidade saiba que tem a opção de viajar com a nossa companhia de bandeira e também para que cada um em Portugal possa usar este serviço e ajudar a empresa a atingir um patamar de desenvolvimento que desejamos. Queremos ter uma tarifa competitiva e uma alternativa às outras empresas que operam no mercado de Cabo Verde, mas temos estado muito a apelar pelo sentimento patriótico”, disse.

De acordo com Sara Pires, o objectivo é ter essas tarifas competitivas para que qualquer pessoa consiga fazer viagens em alturas promocionais, que vai de Abril a Junho, mas também em épocas altas, em que existem bilhetes também a preços baixos se forem comprados com antecedência. A companhia, assegurou, está a trabalhar para ter viagens disponíveis com pelo menos seis meses de antecedência.

Concorda? Discorda? Dê-nos a sua opinião. Comente ou partilhe este artigo.

Autoria:Expresso das Ilhas, Inforpress,2 abr 2022 9:25

Editado porJorge Montezinho  em  4 out 2022 23:28

pub.
pub.
pub.
pub
pub.

Últimas no site

    Últimas na secção

      Populares na secção

        Populares no site

          pub.