Taxa de penetração de telemóveis está em 105% em Cabo Verde

PorAilson Martins, Rádio Morabeza,7 abr 2022 12:23

Isaías Barreto, Olavo Correia
Isaías Barreto, Olavo Correia Rádio Morabeza

A taxa de penetração da internet em Cabo Verde é de 85%, um valor superior ao dobro da média mundial que ronda os 42%. Os dados foram avançados hoje pelo presidente da Agência Reguladora Multissectorial da Economia, no seu discurso de abertura do fórum internacional subordinado ao tema: “Comunicações Electrónicas em Cabo Verde – Entre os Desafios Actuais e Perspectivas Futuras”.

Isaías Barreto diz que a taxa de penetração de telemóveis está em 105% em Cabo Verde.

''Não podemos e não devemos dormir à sombra das conquistas feitas. Num contexto de rápidas transformações tecnológicas precisamos acompanhar a dinâmica do sector, precisamos manter um espírito de permanente vigilância tecnológica e precisamos, efectivamente, de ser autênticas atalaias na torre, se não ficamos para trás", avança.

Isaías Barreto afirma que existem ainda grandes desafios e que é preciso melhorar os indicadores de cibersegurança.

“Num universo de 182 países analisados pela União Internacional das Telecomunicações, no seu índice global de ciberseguranca, estamos infelizmente na posição 136. No ranking Africano ocupamos a posição 27, num universo de 43 países analisados, precisamos trabalhar, operacionalizar o nosso computer emergency response team, precisamos melhorar de indicadores importantes no que diz respeito à ciberseguranca , precisamos igualmente melhorar ainda mais o ambiente para os nossos operadores de comunicações electrónicas num contexto de profunda transformação do sector", explica.

A abertura do um fórum internacional subordinado ao tema: “Comunicações Electrónicas em Cabo Verde – Entre os Desafios Actuais e Perspectivas Futuras”, promovida pela ARME, foi presidida pelo Vice-primeiro Ministro, Ministro das Finanças, do Fomento Empresarial e da Economia Digital, Olavo Correia.

O fórum conta com a participação de especialistas ligados aos operadores do sector, Governo e empresas internacionais, ANATEL do Brasil e ANGLOBAL-Angola para, na perspectiva holística do sector, partilharem a sua visão e lançarem um olhar prospectivo, para aquilo que se espera do futuro. 

Concorda? Discorda? Dê-nos a sua opinião. Comente ou partilhe este artigo.

Autoria:Ailson Martins, Rádio Morabeza,7 abr 2022 12:23

Editado porAndre Amaral  em  24 mai 2022 23:21

pub.
pub.
pub.

pub.
pub.

Últimas no site

    Últimas na secção

      Populares na secção

        Populares no site

          pub.