ASA espera que greves anunciadas por dois sindicatos sejam canceladas

PorExpresso das Ilhas, Inforpress,25 ago 2022 8:29

O conselho da administração da Empresa Nacional de Segurança Aérea (ASA), no Sal, espera que as greves anunciadas por dois sindicatos sejam canceladas, reiterando a disponibilidade para um novo encontro, em Setembro, com os sindicatos.

O conselho da administração da ASA manifestou esse desejo, hoje, através de um comunicado de imprensa na sequência do anúncio de greve por um período de dois dias, 01 a 03 de Setembro, nos aeroportos de Sal e São Vicente, e 2 a 4 no Aeroporto da Praia, abrangendo todas as classes profissionais da empresa e em que os trabalhadores exigem o pagamento do subsídio de férias de 2021.

“Com o objectivo de clarificar a interpretação e o entendimento destes sindicatos, bem como para ouvir as inquietações dos trabalhadores, de modo a encerrar, de vez, este assunto”, referiu a nota.

Isto porque, segundo a mesma fonte, o conselho de administração da ASA acredita que esta postura das organizações sindicais Sintcap e Sitthur e seus representados pode ser devida a “algum lapso” de interpretação das decisões do tribunal e dos acordos alcançados com a ASA ao longo deste processo.

Perante a situação, e querendo esclarecer a opinião pública, a mesma fonte assegurou que o conselho de administração da ASA, de Abril de 2020 a esta parte, tem interagido de “forma aberta” com os representantes dos trabalhadores, tendo-se chegado a vários entendimentos.

Lembra que o assunto, em referência, já mereceu a apreciação e decisão do tribunal, por iniciativa do próprio sindicato, que todo o processo está “respaldado” por acordos judiciais e memorandos assumidos pelas partes.

Entre outros itens, o documento revela que na reunião de 27 de Abril acordou-se essa retoma com efeitos a partir de Janeiro de 2022, entendendo as partes que já havia condições para a retoma da atribuição do subsídio de férias, indicando que todos os trabalhadores que gozaram férias em 2022 receberam o respectivo subsídio.

“Pelo histórico e pelos resultados alcançados, é entendimento do conselho de administração da ASA que todos os compromissos assumidos com os sindicatos e os trabalhadores já foram integralmente cumpridos”, salientou a mesma nota.

Esse entendimento da ASA, refere-se ainda, foi comunicado ao Sintcap no dia 18 de Agosto, tendo a empresa disponibilizado para se encontrar com este sindicato, no próximo mês de Setembro, com o objectivo de clarificar a interpretação do Sintcap sobre este assunto.

“E de auscultar as inquietações dos trabalhadores, a reacção do sindicato foi a entrega de um pré-aviso de greve, a ser realizada entre os dias 1 e 3 de Setembro do ano em curso, ao qual seguiu-se um outro pré-aviso de greve, apresentado pelo Sitthur, para os dias 2 a 4 do mesmo mês, com o mesmo objectivo de exigir da ASA o pagamento do subsídio de férias referentes ao ano 2021”, lamentou o conselho de administração da ASA, através deste comunicado.

Face ao imbróglio, a administração da ASA quer crer, entretanto, que o “bom senso reinará” e que as greves serão canceladas.

“Apesar de a ASA ter sido forçada, pela crise económica e financeira, decorrente da pandemia covid-19, a adoptar um conjunto de medidas para garantir a sustentabilidade e a resiliência da empresa, nomeadamente a suspensão de algumas regalias que a empresa vinha atribuindo aos seus trabalhadores, a empresa já retomou a atribuição de todas essas regalias, inclusive o subsídio de férias”, justificou-se.

Nesta ordem, reitera-se que da parte da ASA o acordo ficou “inteiramente cumprido” com o encontro de Abril do corrente ano, em que se decidiu pela retoma da atribuição do subsídio de férias, com efeitos a partir de 01 de Janeiro de 2022.

“A ASA entende que num Estado de Direito, as decisões dos tribunais devem ser respeitadas e integralmente acatadas por todos, mesmo que delas se discorde”, conclui a mesma nota.

Concorda? Discorda? Dê-nos a sua opinião. Comente ou partilhe este artigo.

Autoria:Expresso das Ilhas, Inforpress,25 ago 2022 8:29

Editado porAndre Amaral  em  2 dez 2022 23:28

pub.

pub.
pub.

Últimas no site

    Últimas na secção

      Populares na secção

        Populares no site

          pub.