​PAICV reúne-se com embaixadores com a legalização de imigrantes na agenda

PorExpresso das Ilhas, Inforpress,14 mai 2018 8:07

Janira Hopffer Almada
Janira Hopffer Almada

A presidente do Partido Africano da Independência de Cabo Verde (PAICV) inicia, esta segunda-feira, 14, um ciclo de reuniões com os embaixadores da Guiné-Bissau e do Senegal, tendo no centro a questão da legalização dos imigrantes.

Os encontros presididos pela líder do PAICV, Janira Hopffer Almada, arrancam na segunda-feira, 14, com o corpo diplomático da Guiné Bissau, e no dia 16 com representantes do Senegal.

Segundo uma nota de imprensa desse partido, as solicitações surgem na sequência do agendamento para a sessão parlamentar deste mês que irá debater “temas e questões ligadas a diáspora cabo-verdiana”, tendo o PAICV reconhecido a necessidade de engendrar medidas concretas que promovam a plena integração dos imigrantes em Cabo Verde, na sua maioria proveniente da região da Comunidade Económica de Estados da África Ocidental (CEDEAO).

Para o PAICV, quando a imigração é bem gerida constitui um factor de crescimento e de transformação económica, política e cultural dos países, e para tal, o seu grupo parlamentar propõe um projecto de lei que permita, a título excepcional, a abertura de um processo de legalização especial, a favor dos cidadãos oriundos dos países da CEDEAO que residam actualmente no país.

“Neste momento Cabo Verde acolhe um número expressivo de cidadãos provenientes do Senegal e da Guiné Bissau, e o PAICV tem todo o interesse enquanto partido da esquerda moderna e progressista, gizar por um quadro tripartido propício à consolidação das relações de amizade e cooperação já existentes e alicerçadas na convivência histórica e em relações fraternas de séculos”, adianta a mesma fonte.

Concorda? Discorda? Dê-nos a sua opinião. Comente ou partilhe este artigo.

Autoria:Expresso das Ilhas, Inforpress,14 mai 2018 8:07

Editado porFretson Rocha  em  15 out 2018 3:22

pub.
pub

Últimas no site

    Últimas na secção

      Populares na secção

        Populares no site