Autoridades já identificaram famílias que poderão ser realojadas no Casa Para Todos

PorExpresso das Ilhas, Inforpress,23 jan 2019 7:44

Eunice Silva
Eunice Silva

​Cinco das nove famílias desalojadas do bairro de Boa Esperança, na sequência do incêndio que deflagrou no dia 15, constam do cadastro social e serão realojadas nas habitações do "Casa Para Todos". As restantes serão avaliadas, para se perceber qual a sua situação financeira.

De visita à ilha da Boa Vista, a ministra das Infra-estruturas, Ordenamento do território e Habitação, Eunice Silva, revelou estas informações, argumentando que foi tido em conta o cadastro feito previamente.

A governante assegurou que das nove famílias afectadas pelo incêndio, num total de 35 pessoas, “apenas cinco constam do cadastro”.

Também José Luís Santos, presidente da câmara local, anuncia uma solução diferenciada para cada família, face às suas situações sócio-económicas, tendo ressalvado que há mais de um ano a autarquia fez um levantamento e que já estão definidas as famílias que serão realojadas nas habitações da “Casa para Todos" destinadas à classe A.

“Aquelas que estão, no âmbito do estudo, para habitar as 'Casas para Todos' serão alojadas nas habitações de classe A e as outras que não estão contempladas teremos outra solução”, considerou o autarca.

Recorde-se que cerca de 30 pessoas foram realojadas no polidesportivo Seixal, em Sal-Rei, na ilha da Boa Vista, desde o dia 15, em resultado de um incêndio que deflagrou no bairro de Boa Esperança e que consumiu nove barracas.

Concorda? Discorda? Dê-nos a sua opinião. Comente ou partilhe este artigo.

Autoria:Expresso das Ilhas, Inforpress,23 jan 2019 7:44

Editado porNuno Andrade Ferreira  em  14 out 2019 23:23

pub.
pub.

Últimas no site

    Últimas na secção

      Populares na secção

        Populares no site

          pub.