PAICV diz que país vive um momento “muito mau"

PorExpresso das Ilhas, Inforpress,9 nov 2019 17:45

Conselho Nacional do PAICV considera que o país está a viver um momento “muito mau”. Posição justificada, segundo o porta-voz do encontro, com a avaliou “negativa” que o partido faz em todos os sectores da governação do MpD, nomeadamente a nível dos transportes marítimos e aéreos e da segurança.

A informação foi avançada, hoje, na Praia, por Manuel Inocêncio, porta-voz da reunião do Conselho Nacional do Partido Africano da Independência de Cabo Verde (PAICV), que acontece hoje e domingo, para analisar a situação nacional, marcação da data do XVI congresso, eleições do partido, bem como a agenda autárquica para 2020.

De acordo com Manuel Inocêncio, o PAICV considera que o Governo do MpD e o primeiro-ministro Ulisses Correia e Silva falharam e continuam a “falhar” sobretudo nas principais áreas de governação.

A nível dos transportes marítimos, o Governo está a implementar medidas “apressadas” e “atabalhoadas” e que não consegue acertar em nenhuma decisão para este sector que é “muito importante” para o desenvolvimento do país.

“Nós vamos de má decisão em má decisão, e insistimos que essa é altura de o Governo pôr termo a essa concessão, porque tem todas as razões para denunciar o contrato e que seja retomado o processo de outra forma, para a melhoria dos transportes marítimos inter-ilhas em Cabo Verde”, afirmou.

No que diz respeito ao transporte aéreo, o PAICV volta a falar em retrocesso, com repercussão negativa no país e aponta dedo ao último aval de 2,5 milhões de contos, encargo que no entender do partido “é pesado para uma companhia que foi privatizada”

Face à insegurança vivida em algumas localidades, conforme Manuel Inocêncio, o partido defende que é preciso encarar seriamente a questão, referindo que "é evidente que o sector degradou nos últimos tempos, sobretudo na capital do país".

Concorda? Discorda? Dê-nos a sua opinião. Comente ou partilhe este artigo.

Autoria:Expresso das Ilhas, Inforpress,9 nov 2019 17:45

Editado pormaria Fortes  em  18 nov 2019 12:19

pub.
pub.
pub.
pub.
pub.

Últimas no site

    Últimas na secção

      Populares na secção

        Populares no site

          pub.