Presidente angolano quer que cooperação com Cabo Verde se estenda a novos sectores

PorExpresso das Ilhas, Lusa,10 jan 2022 12:24

O Presidente angolano defendeu hoje em Luanda que a cooperação com Cabo Verde deve continuar a desenvolver-se para ser alargada a sectores não explorados, sendo necessário ultrapassar obstáculos colocados pela pandemia da covid-19.

João Lourenço, que discursava no âmbito de uma visita iniciada hoje pelo seu homólogo de Cabo Verde, José Maria Neves, a primeira visita de Estado que efectua enquanto Presidente da República, e disse que esta cooperação deve aproveitar o factor humano como o principal eixo sobre o qual deve assentar o desenvolvimento das nações.

“Os nossos países possuem capacidades em diversos domínios da vida nacional que devem ser potenciadas e nas quais devemos procurar centrar as nossas acções de modo a colhermos benefícios significativos da cooperação que viermos a desenvolver em tais sectores”, disse o Presidente angolano.

João Lourenço considerou o encontro co  José Maria Neves uma grande oportunidade para abordar a melhor forma de impulsionar todas as iniciativas existentes que visam tornar a cooperação entre ambos os Estados cada vez mais ampla e diversificada.

“Temos para este efeito de conseguir superar obstáculos actuais que a convid-19 nos impõe, que condicionou em larga escala o crescimento económico de Angola e de Cabo verde, provocou o desemprego e outros problemas sociais que devemos procurar solucionar”, frisou.

O chefe de Estado angolano manifestou ainda que é vontade de Angola fortalecer relações de amizade e a cooperação económica com Cabo Verde, “tendo em vista uma cooperação estratégica entre os dois países, de modo a que ambas as partes obtenham dela os maiores benefícios para o bem dos seus respetivos povos”.

João Lourenço destacou o facto de o seu homólogo cabo-verdiano ter incluído na sua delegação empresários de vários sectores da economia de Cabo verde, que com os congéneres angolanos poderão criar uma importante dinâmica nas trocas comerciais entre os dois países em benefício de ambas as economias.

“Estou convencido que juntos poderemos trabalhar para a criação de todos os mecanismos e incentivos que encorajam este movimento de empresários que queremos que seja crescente e permanente”, referiu.

De acordo com João Lourenço, os dois países têm uma história e trajectória política semelhantes, o que anima “caminhar juntos para ampliar e aprofundar os laços de amizade e de cooperação existentes, visando alcançar o progresso e o desenvolvimento socioeconómico dos nossos países”.

José Maria Neves chegou no domingo a Angola, onde vai permanecer até terça-feira, para uma visita oficial, tendo para hoje prevista, além do encontro com o seu homólogo angolano, uma intervenção na Assembleia Nacional de Angola.

Concorda? Discorda? Dê-nos a sua opinião. Comente ou partilhe este artigo.

Autoria:Expresso das Ilhas, Lusa,10 jan 2022 12:24

Editado porAndre Amaral  em  16 jan 2022 22:19

pub.

pub.

Últimas no site

    Últimas na secção

      Populares na secção

        Populares no site

          pub.