Presidente do SIPROFIS reconhece que governo está a responder às reivindicações dos professores

PorExpresso das Ilhas, Inforpress,23 abr 2019 7:32

​O presidente do Sindicato dos Professores da ilha de Santiago (SIPROFIS) reconhece que as reivindicações da classe docente estão a ser atendidas pela tutela, mas afirma que ainda existem pendênciaspor resolver.

Abraão Borges, que falava à Inforpress no âmbito do Dia do Professor Cabo-verdiano, assinalado hoje, apontou, a título de exemplo, o subsídio por não redução da carga horária como um dos direitos adquiridos dos docentes e que estavam a ser postos em prática.

Questionado sobre qual é o maior desafio dos professores actualmente, em Cabo Verde, o sindicalista respondeu que é a formação para as educadoras do ensino pré-escolar, que considera um “alicerce” para se atingir a qualidade da educação no futuro.

Para celebrar o Dia do Professor Cabo-verdiano a SIPROFIS promoveu esta segunda-feira, em Assomada, Santa Catarina, uma conferência internacional sob o lema “A educação e o papel dos professores no alcance dos ODS 4”.

Para além desta conferência internacional, que reuniu professores e delegados do Ministério da Educação (ME) de diferentes concelhos da ilha de Santiago, e dirigentes do Ministério da Educação, a SIPROFIS realiza hoje uma aula magna sob o tema “Financiar o futuro: educação agora”, a ser ministrada pelo primeiro-ministro, Ulisses Correia e Silva.

O Dia do Professor Cabo-verdiano, que coincide com o Dia Mundial do Livro, foi estabelecido em homenagem a Baltasar Lopes da Silva, um dos romancistas mais lidos do país com a obra Chiquinho de 1947, nascido a 23 de Abril de 1907, no Caleijão, ilha de São Nicolau.

Concorda? Discorda? Dê-nos a sua opinião. Comente ou partilhe este artigo.

Autoria:Expresso das Ilhas, Inforpress,23 abr 2019 7:32

Editado porNuno Andrade Ferreira  em  17 nov 2019 23:21

pub.
pub.
pub.
pub.
pub.

Últimas no site

    Últimas na secção

      Populares na secção

        Populares no site

          pub.