“A Louca de Serrano” conquista o Prémio Pen de Tradução

PorChissana Magalhães,12 jul 2018 13:09

Entre as obras de 17 países distinguidas com o Prémio Pen Reino Unido de Tradução de 2018 encontra-se o romance da escritora cabo-verdiana Dina Salústio, “The Madwoman of Serrano” na versão traduzida pela editora Dedalus Books.

A Louca de Serrano, adaptada à Língua Inglesa pelo tradutor Jethro Soutar foi finalista ao lado de traduções de outros 9 idiomas, sendo uma de apenas duas em Língua Portuguesa. “Resistance”, do escritor brasileiro Julián Fuks, traduzida para o inglês por Daniel Hahn, da editora Charco Press, era a outra.

No seu perfil da rede social Facebook a escritora cabo-verdiana tem recebido dezenas de mensagens de felicitações de amigos e instituições a quem manifestou agradecimento pelas “palavras de apoio”.

O Ministério da Cultura e das Indústrias Criativas publicou na sua página um comunicado onde diz ter sido com “elevada satisfação e regozijo que o Ministério da Cultura e das Indústrias Criativas (MCIC) recebeu a informação que a escritora cabo-verdiana, Dina Salústio, é a vencedora do Prémio PEN de Tradução com a obra “A Louca do Serrano””.

“A distinção (…) é um orgulho para Cabo Verde e um reconhecimento à mais expressiva e original voz literária feminina do actual panorama literário cabo-verdiano. É também um estímulo às escritoras cabo-verdianas e à internacionalização da literatura, dos contos, e da prosa no feminino”, lê-se também na informação publicada.

Aquando da divulgação das obras finalistas pelo comité Writers in Translation a organização fez notar que “pela primeira vez, a maioria dos títulos vencedores é de mulheres, incluindo a primeira romancista de Cabo Verde a ser traduzida para o inglês”.

Em Setembro de 2016 Dina Salústio já tinha sido galardoada pelo Pen Club Galiza (Espanha) com o Prémio Rosalía de Castro para obra em Língua Portuguesa, uma distinção anteriormente atribuída a José Saramago, António Lobo Antunes, Sophia de Mello Breyner Adressen, Augustina Bessa Luis, Rubem Fonseca e Mia Couto.

“A Louca de Serrano”, publicado em 1998 foi a estreia da autora de “Mornas Eram as Noites” (premiado livro de contos traduzido para o castelhano, estando também prevista tradução para o italiano) no romance, sendo hoje estudado juntamente com outras obras da autora em universidades internacionais. O site da ONG brasileira Geledes destacou-o em 2010 como uma das “10 obras Fundamentais da Literatura Africana de Língua Portuguesa” ao lado de títulos de Mia Couto, Luandino Vieira, Pepetela, José Eduardo Água Lusa e Paulina Chiziane, entre outros.

O seu segundo romance, “Filhas do Vento”, é de 2009. A escritora, que lançou em Maio passado um novo livros de contos – “Filhos de Deus” - com a Acácia Editora, tem pronto um novo romance que deverá ser publicado ainda este ano pela Rosa de Porcelana editora. 

Jethro Soutar é um escritor e tradutor inglês que tem se especializado em traduções do Espanhol e Português. Na sua lista de obras traduzidas para o Inglês encontram-se livros de autores argentinos, brasileiros, da Guiné Equatorial e, agora, de Cabo Verde.

Prémio Pen Translates foi pela primeira vez lançado em 2012 com o propósito de encorajar editoras britânicas a publicar mais livros originalmente de outras línguas. O prémio é também um incentivo ao reconhecimento do trabalho dos tradutores. 

Concorda? Discorda? Dê-nos a sua opinião. Comente ou partilhe este artigo.

Autoria:Chissana Magalhães,12 jul 2018 13:09

Editado porChissana Magalhães  em  13 jul 2018 7:25

pub.
pub

Últimas no site

    Últimas na secção

      Populares na secção

        Populares no site

          pub.