Vem aí a 8.ª edição do Grito Rock Praia

PorDulcina Mendes,10 mar 2020 14:34

A cidade da Praia acolhe de 18 a 26 deste mês, a 8.ª edição do Grito Rock Praia. Fazem parte do Grito Rock Praia eventos como Grito Cordas, Mini Grito, Grito Aberto, Grito Encontros e Grito Jam e Festival Internacional de Música Alternativa.

O programa da 8.ª edição do Grito Rock Praia foi apresentado esta terça-feira, numa conferência de imprensa realizada pela promotora ARTIKUL CJ. Questionada se evento será afectado pelo surto mundial de coronavírus, a organização disse que estão a aguardar pela decisão do Governo. 

Esta 8.ª edição que vai homenagear o músico Frederico (Nhonhô) Hopffer Almada, associou-se à campanha “Plante uma Árvore”, em parceria com a activista social Luísa Lobo. 

Segundo Ricardo Teixeira da ARTIKUL CJ, esta edição está orçada em quatro mil contos. 

A abertura do evento dá-se com a 2.ª edição do Grito Cordas, no dia 18, às 19h30, no Centro Cultural Português na Praia. Conforme César Freitas da ARTIKUL CJ, pretende-se com o Grito Cordas homenagear a guitarra acústica. 

O Grito Cordas conta com a participação de Albertino Évora, Metxas Veiga, Zé di Diola, Escola Pentagrama, George Tavares, Quim de Mana, e também de Zuleica Barros acompanhada de Jorge Almeida e Elísio Faria. Este evento recebe ainda, em participação especial, o homenageado.

No dia 20, teremos o Grito Encontro, no qual marcarão presença todos os artistas que vão participar do Grito Rock Praia. Esse encontro terá lugar no Palácio da Cultura Ildo Lobo.

"Vamos ter uma apresentação musical neste mesmo dia, onde vamos homenagear a morna, Património Cultural Imaterial da Humanidade." Ao palco sobem Dulce Sequeira, Quim Bettencourt e Elísio Faria, (Body).

No dia 21, às 17h00, a Pracinha da Escola Grande receberá o Festival Internacional de Música Alternativa com bandas nacionais e internacionais. Haverá ainda uma cerimónia de homenagem ao músico Nhonhô Hopffer Almada.

O festival conta com a participação das bandas Primitive, que terá como convidados a cantora Paulinha e o guitarrista Nuno Chantre. Além de Primitive, o festival tem no palco as bandas Metamorfose (Canárias), Blue Wave (Cabo Verde), Viralata (Portugal), COBJU9 (Tarrafal de Santiago) e Brand Curse (São Vicente e Santiago).

No dia 22, acontece o Grito Aberto, que contempla uma visita à Cidade Velha. No mesmo dia, vai decorrer um showcase no Centro Cultura da Cidade Velha, com a participação dos grupos locais e das bandas que participam no festival.

Grito Jam, será no dia 23, no Tarrafal de Santiago, e mais uma vez é marcado pelo encontro com os artistas locais e uma Jam Session acompanhada da campanha ambiental.

A 8.ª edição do Grito Rock Praia será encerrada no dia 26, com o Mini Grito, que é um evento destinado as crianças, onde também se vai proceder à plantação de árvores, nas escolas.

O Mini Grito conta com a participação das crianças como Ivanilson, Alícia e Lia, escola Pentagrama, alunos da escola SOS, mágico Ady, Palhaço Paçoca e Bandas.

Concorda? Discorda? Dê-nos a sua opinião. Comente ou partilhe este artigo.

Autoria:Dulcina Mendes,10 mar 2020 14:34

Editado porSara Almeida  em  2 abr 2020 23:21

pub.
pub.
pub.

Últimas no site

    Últimas na secção

      Populares na secção

        Populares no site

          pub.