SCM pede apoio para sector da cultura

PorDulcina Mendes,31 mar 2020 14:50

A Sociedade Cabo-verdiana de Música (SCM) já enviou às entidades competentes algumas proposta, para apoiar o sector da cultura durante a pandemia e estado de emergência em vigor.

Numa nota enviada a nossa redacção, a SCM afirma querer reflectir juntamente com as autoridades competentes, possíveis soluções imediatas e outras a curto e médio prazo, a situação por que passam os trabalhadores do sector da cultura, neste momento de crise.

A SCM enquanto entidade de gestão colectiva de Direitos de Autor e Direitos Conexos em Cabo Verde, que representa autores, artistas, produtores musicais, disse que tem acompanhado os impactos que a crise económica tem tido junto aos seus membros e à própria entidade.

E avança que a classe cultural e artística é sem dúvida, uma das mais atingidas economicamente, e está as consequências têm sido desastrosas. 

“Os autores, artistas, produtores culturais, promotores culturais, são na sua maior parte trabalhadores por conta própria e profissionais freelancer e neste momento estão em total desemprego”, frisa. 

Para a SCM, sem medidas de apoio direccionadas especificamente para o sector cultural, o impacto económico e social pode ser devastador para o sector. “Os trabalhadores dos sectores cultural e criativo, os autores e os artistas independentes, que geralmente estão em uma situação já precária, estão enfrentando um momento sem precedentes, com a falta de rendimento económico”.  

A SCM considera, ainda  ser de extrema importância a criação e adopção de algumas medidas directas, para apoiar a sustentabilidade do sector criativo, cultural e artístico no país, de maneira semelhante as medidas que já formam anunciadas para outros sectores e para as micro e pequenas empresas. 

Concorda? Discorda? Dê-nos a sua opinião. Comente ou partilhe este artigo.

Autoria:Dulcina Mendes,31 mar 2020 14:50

Editado porSara Almeida  em  23 out 2020 23:21

pub.
pub.
pub
pub.

Últimas no site

    Últimas na secção

      Populares na secção

        Populares no site

          pub.