Cabo Verde segura quarto lugar no ranking de medalhas dos JAP

PorExpresso das Ilhas, Inforpress,24 jun 2019 7:47

​Marrocos foi o grande vencedor dos I Jogos Africanos de Praia, marcados pelo domínio dos países da Magrebe. Ainda assim, Cabo Verde superou os restantes países, ficando na quarta posição no ranking de medalhas, num universo de 43 nações.

A comitiva marroquina liderou o quadro, com 16 medalhas, das quais nove de ouro, três de prata e quatro de bronze, seguida da Argélia, também com 16 distinções, sendo cinco de ouro, seis de prata e cinco de bronze e da Tunísia, no terceiro lugar, fruto de sete medalhas alcançadas, das quais três de ouro, três de prata e um de bronze.

Cabo Verde liderou o quadro das equipas extra África do Norte, com um total de 10 medalhas, três de ouro, duas de prata e cinco de bronze.

As medalhas conquistadas por Cabo Verde foram três de ouro (futebol freestyle rotinas, futebol feminino e basket 3×3 em afundanços) duas de prata (andebol feminino e futebol freestyle batalha) e cinco de bronze (karaté feminino e por equipas, ténis pares femininos e pares misto e kiteboarding.

Seguem-se as Ilhas Maurícias, com quatro medalhas (duas de ouro e duas de prata), o Mali, no sexto posto, com duas medalhas de prata, uma de ouro e uma de bronze. A Nigéria terminou a prova no sétimo lugar, com uma insígnia de ouro, duas de prata e quatro de bronze.

Filomena Fortes, a "mulher mais feliz do mundo" com sucesso dos Jogos Africanos de Praia

A organização dos I Jogos Africanos de Praia considera de 'extremamente positivo" o evento continental, encerrado na tarde de ontem pelo primeiro-ministro, Ulisses Correia e Silva. A presidente da Comissão Organizadora dos Jogos Africanos de Praia (COJAP) era ontem "a mulher mais feliz deste mundo".

Com uma medalha de ouro e uma de bronze, a Uganda assegurou o oitavo posto, ficando à frente de Moçambique e Senegal, com uma medalha de ouro cada. A Namíbia ficou no 11 lugar, com quatro de prata, seguida do Togo no lugar 12, com duas medalhas de prata, do Botswana, no posto 13, com uma prata e três bronze e do Quénia, no lugar 14, com uma prata e dois bronze.

O Gana terminou a prova no lugar 15 com uma medalha de prata. Costa do Marfim ficou logo atrás, com três medalhas de bronze, ao passo que Burundi e Djibuti partilham o 17º lugar da tabela, com uma medalha de bronze cada.

Vinte e seis países ficaram foram de quadros de medalhas da primeira edição dos Jogos Africanos de Praia, que terminaram ontem, em Santa Maria, na ilha do Sal, ao cabo de dez dias de competição.

Concorda? Discorda? Dê-nos a sua opinião. Comente ou partilhe este artigo.

Autoria:Expresso das Ilhas, Inforpress,24 jun 2019 7:47

Editado porNuno Andrade Ferreira  em  22 mar 2020 23:20

pub.
pub.
pub.
pub
pub.

Últimas no site

    Últimas na secção

      Populares na secção

        Populares no site

          pub.