Nani quer abrir escola de futebol em Cabo Verde

PorExpresso das Ilhas, Lusa,2 nov 2019 15:15

​O internacional português Nani disse hoje, na cidade da Praia, que um dos projectos que tem para Cabo Verde é a abertura de uma escola de futebol, para ajudar a desenvolver a modalidade na terra dos seus pais.

"Isso são coisas que já se estão a estudar. Não são coisas fáceis, mas já se está a estudar já há algum tempo", disse o luso-cabo-verdiano, em conferência de imprensa para lançar o evento solidário que realiza no país esta semana, com dois jogos envolvendo equipas de Praia e Mindelo.

Nani afirmou que neste momento vai começar com "o mais fácil", que é criar esse tipo de eventos em Cabo Verde, mas garantiu que pretende "construir algo grande" no país onde os seus pais nasceram.

"Mas a ideia é essa, no futuro podermos construir algo grande, talvez uma escola de futebol, e daí sim irá formar jogadores que possam vir a representar o país com muita dignidade e com muito sucesso", perspectivou o actual jogador do Orlando City, dos Estados Unidos da América.

Na conferência de imprensa, o futebolista disse que sempre quis fazer algo pela terra dos seus pais e agora começa a expandir ao país africano o projecto social 360, em que ajuda crianças na Amadora, cidade onde cresceu.

Além de Santiago e São Vicente, o futebolista afirmou que não quer parar por aqui e pretende levar a ideia a outras ilhas do arquipélago para apoiar os jovens no desenvolvimento do seu futebol.

Além dos dois jogos solidários, Nani vai aproveitar parte das suas férias futebolísticas para visitar escolas de futebol e centros sociais nas duas principais cidades, nas quais vai distribuir equipamentos desportivos.

O primeiro jogo vai ser no domingo, no Estádio da Várzea, entre os Amigos do Nani e o Sporting da Praia, enquanto o segundo encontro será quatro dias depois, na ilha de São Vicente, com o Mindelense.

As receitas de bilheteira reverterão na íntegra para as instituições de solidariedade social locais que serão designadas pelo Governo e pelas empresas parceiras.

Presente na conferência de imprensa, o director-geral dos Desportos de Cabo Verde, Anildo Santos, disse esperar que o Nani abra uma "grande escola" de formação no país, porque contará com todo o apoio institucional do Governo do país.

O responsável disse que o Governo "vê com muito bons olhos" a iniciativa do profissional de futebol, e destacou a envolvência de dois clubes históricos: Sporting da Praia e Mindelense, de São Vicente.

Quem também saudou a iniciativa do Nani foi o presidente do Sporting da Praia, Carlos Daniel Caetano, considerando que é "o momento alto" da escola do clube, criada há seis anos, e uma das 37 em actividade na capital.

Por isso, além de mais uma escola de futebol, pediu a Nani um projecto de apoio a todas as já existentes.

A iniciativa conta com apoio da actual equipa de Nani (Orlando City, dos Estados Unidos), do Governo de Cabo Verde, do Sporting Clube de Portugal, Sporting da Praia, Mindelense e empresas nacionais.

Luís Carlos Almeida da Cunha, mais conhecido como Nani, de 32 anos, nasceu em Portugal, mas é filho de emigrantes cabo-verdianos.

Já representou clubes como o Sporting, Manchester United (Inglaterra), Valência (Espanha), Fenerbahçe (Turquia) e Lazio (Itália).

Concorda? Discorda? Dê-nos a sua opinião. Comente ou partilhe este artigo.

Autoria:Expresso das Ilhas, Lusa,2 nov 2019 15:15

Editado porNuno Andrade Ferreira  em  15 nov 2019 23:21

pub.
pub.
pub.
pub.
pub.

Últimas no site

    Últimas na secção

      Populares na secção

        Populares no site

          pub.