Caixa Geral de Depósitos obrigada a perder peso em Cabo Verde

PorExpresso das Ilhas,26 jul 2018 20:12

Paulo Macedo
Paulo Macedo(DR)

O banco português, Caixa Geral de Depósitos (CGD), terá que reduzir a sua presença no mercado cabo-verdiano. A exigência é da Comissão Europeia, na avaliação que fez ao plano estratégico da CGD.

Com dois bancos no arquipélago - BCA e Interatlântico - a Caixa Geral de Depósitos terá que reduzir a sua exposição nas ilhas no prazo máximo de dois anos.

De acordo com o Jornal de Negócios, de Portugal, a Comissão Europeia autorizou várias alterações ao plano estratégico da CGD e deixou de obrigar à retirada do banco do mercado francês, onde emprega 500 trabalhadores.

As unidades de Espanha, África do Sul e Brasil já estão em processo de venda e já encerraram as unidades "off-shore" em Macau e Cayman.

De acordo com o Governo português, através do Ministério das Finanças, "o ajustamento da estratégia internacional da CGD considera uma redução da exposição aos mercados de Cabo Verde e Moçambique até ao final de 2020, a qual não porá em causa a presença da CGD nesses países". Por enquanto, não são avançados detalhes sobre a forma como isto será feito. 

Em Moçambique, deverão existir mexidas ao nível do BCI, cuja estrutura accionista é liderada por Caixa e BPI.

O gabinete de Mário Centeno acredita que a reavaliação do plano de reestruturação da Caixa, que acontece depois da instituição financeira ter regressado aos lucros mais cedo do que o esperado, "reflecte o sucesso da implementação contínua de medidas de controlo de custos".

Em pleno processo de reestruturação profunda, a Caixa Geral de Depósito, detida pelo Estado português, tem vindo a fazer profundas alterações à sua operação e presença em muitos mercados. Em Portugal, fecharam já dezenas de agências.

Concorda? Discorda? Dê-nos a sua opinião. Comente ou partilhe este artigo.

Autoria:Expresso das Ilhas,26 jul 2018 20:12

Editado porNuno Andrade Ferreira  em  14 nov 2018 3:23

pub.
pub

Últimas no site

    Últimas na secção

      Populares na secção

        Populares no site

          pub.