Governo estima gerar 3.300 empregos com programa “Uma família, um turista”

PorExpresso das Ilhas, Inforpress,9 mar 2019 9:36

​O Ministério do Turismo propõe, em cinco anos, gerar 3.300 postos de trabalho e reduzir a pobreza em 13 por cento (%), com investimentos de dois milhões de contos no quadro do programa “Uma família, um turista”.

O programa, apresentado, sexta-feira, 08, em Santo Antão, pelo ministro do Turismo e Transporte, José Gonçalves, arranca já a partir de 2020, contemplando mais de um milhar de famílias em todo o pais, com a construção/reabilitação de 1.100 quartos e criação de 2.200 micro iniciativas de prestação de serviços turísticos.

Conforme José Gonçalves, que responde ainda pela pasta da Economia Marítima, com os investimentos previstos, que poderão chegar a dois milhões de contos, num período de cinco anos, o Governo espera dinamizar a economia em todos os 22 municípios e gerar mais de três mil empregos, contribuindo, assim, para a redução da pobreza no seio das famílias rurais.

“O programa visa responder àquilo que é o programa do Governo no sentido de diversificação da oferta turística, visa ainda criar riqueza no mundo rural”, sublinhou o ministro.

O programa “Uma família, um turista”, que vai ser executado por fases, a primeira das quais entre 2020 e 2021.

O facto de o programa ter sido apresentado em Santo Antão, num encontro com autarcas de vários municípios do país, além de operadores turísticos, foi destacado pelo ministro do Turismo, que considera que esta ilha é já “um exemplo bem sucedido” em matéria do turismo rural e de natureza.

Concorda? Discorda? Dê-nos a sua opinião. Comente ou partilhe este artigo.

Autoria:Expresso das Ilhas, Inforpress,9 mar 2019 9:36

Editado porNuno Andrade Ferreira  em  19 set 2019 23:22

pub.
pub.

Últimas no site

    Últimas na secção

      Populares na secção

        Populares no site

          pub.