​África tem de crescer três vezes mais para cumprir a Agenda 2063

PorJorge Montezinho,20 mar 2019 11:59

3,2 em 2018, 3,4 em 2019, 3,8 em 2020. Estas são as previsões de crescimento económico para o continente entre o ano passado e o próximo, mas não chegam, como concluiu o ultimo relatório sobre a situação económica e social em África, apresentado esta quarta feira em Marraquexe, na abertura da 52ª sessão da Comissão Económica para África.

"O desafio e enorme, mas não é impossível", resumiu Adam Elhiraika, director da divisão politica de macroeconomia, durante a apresentação do relatório sobre a situação económica e politica em África. 

Apesar do crescimento económico dos últimos anos, o continente continua a apresentar números preocupantes em questões como a divida publica, a saúde, ou a educação. Em função desses dados, África precisa de crescer três vezes mais se quer alcançar os objectivos da Agenda 2063. 

O caminho para alcançar esse crescimento não é fácil, mas conhecem se as estratégias para o atingir. construir resiliência, aumentar o potencial de crescimento e trabalhar a inclusão de todos nesse processo. 

Os governos africanos foram convidados a melhorar a gestão das respectivas dividas publicas e a apostar nas transformações estruturais necessárias para apoiar a industrialização do continente e melhorar o comercio entre os países africanos. Diversificar a economia deve ser outro dos objectivos dos decisores políticos.

*em Marraquexe 

Concorda? Discorda? Dê-nos a sua opinião. Comente ou partilhe este artigo.

Autoria:Jorge Montezinho,20 mar 2019 11:59

Editado porNuno Andrade Ferreira  em  18 ago 2019 23:22

pub.
pub.

Últimas no site

    Últimas na secção

      Populares na secção

        Populares no site

          pub.