​Cabo Verde leva fórum para captar investimento privado até Boston

PorExpresso das Ilhas, Lusa,23 set 2019 10:47

Mais de 300 convidados, entre investidores, líderes empresariais e membros do Governo cabo-verdiano são esperados em Boston, Estados Unidos, a partir de 30 de Setembro, para nova edição do Cabo Verde Investment Fórum, segundo a organização.

O evento, dinamizado pelo Governo de Cabo Verde, pretende reunir durante dois dias parceiros internacionais, decisores, empreendedores e executivos financeiros que desejam promover e apoiar investimentos” naquele país africano, segundo informação da organização consultada hoje pela Lusa.

O objectivo é “acelerar os investimentos do sector financeiro privado e público e dos investidores privados” em “projectos catalisadores” que promovam o crescimento económico sustentável e a criação de emprego em Cabo Verde.

Em Julho último, no final da edição anterior do Cabo Verde Investment Fórum, realizada na ilha cabo-verdiana do Sal, o ministro das Finanças, Olavo Correia, anunciou que o país conseguiu mobilizar naquele evento 1,5 mil milhões de euros em projectos e intenções de investimento privado.

O governante cabo-verdiano explicou que foram então concretizados financiamentos para a economia de Cabo Verde “nos domínios da saúde, turismo, transportes marítimos e aéreos, telecomunicações e formação profissional e investimento da diáspora" cabo-verdiana.

Promover oportunidades de negócio em Cabo Verde nas áreas do turismo, energias renováveis, agroindústria, economia marítima, infraestruturas, tecnologias de informação e infraestruturas, bem como mobilizar recursos financeiros internacionais para a execução dos respectivos projetos são objectivos definidos pela organização para o Cabo Verde Investment Fórum, em Boston.

Durante o evento, de 30 de Setembro a 01 de Outubro, está prevista a presença do primeiro-ministro de Cabo Verde, Ulisses Correia e Silva, e outros membros do Governo, mas também do ‘mayor’ de Boston, Martin Walsh, e de empresários internacionais com investimentos em curso no país.

Internacionalmente, as autoridades cabo-verdianas apresentam a estabilidade política, económica e social do país, aliada à posição geoestratégica do arquipélago, no centro das rotas mais importantes no Atlântico e ao sucesso do turismo, como factores de atracção do investimento privado.

No sector do turismo, uma das apostas do país, o Governo traçou a meta de chegar a um milhão de turistas por ano até 2021, número que em 2018 ultrapassou os 700.000.

Concorda? Discorda? Dê-nos a sua opinião. Comente ou partilhe este artigo.

Autoria:Expresso das Ilhas, Lusa,23 set 2019 10:47

Editado porAndre Amaral  em  3 jun 2020 23:20

pub.
pub.
pub.
pub.
pub.

Últimas no site

    Últimas na secção

      Populares na secção

        Populares no site

          pub.