​Jorge Spencer Lima espera que 2020 seja um ano “crucial” para o sector privado

PorExpresso das Ilhas, Inforpress,11 jan 2020 8:54

​Jorge Spencer Lima
​Jorge Spencer Lima

O representante do Conselho Superior das Câmaras de Comércio e de Turismo de Cabo Verde disse sexta-feira estar convencido de que 2020 será um ano “crucial” para o sector privado.

Jorge Spencer Lima fez estas considerações no acto de apresentação pública do Cabo Verde Investment Fórum 2020, que acontece de 01 a 03 de Julho, na Ilha do Sal, mas antes disso estão previsto encontros com investidores em Luanda, Angola, e em Lagos, Nigéria.

“Estamos convencidos, a nível do sector privado, que 2020 é um ano crucial para nós, para que nós possamos ver as medidas implementadas a produzir efeito, a dar os seus frutos, a melhorar o sistema para que de facto nós, os empresários, possamos viver sem o credo na boca, do é ou não, do possível e do não possível, do vamos ou não vamos”, afirmou.

Para Spencer Lima, é difícil melhorar o ambiente de negócio no país e apesar de algumas medidas que o Governo vem tomando ainda persistem os problemas de transporte marítimo e aéreo e de financiamento das empresas privadas.

No sector dos transportes marítimo disse esperar que com o início de um novo programa as ligações marítimas em Cabo Verde venham dar “frutos mais positivos”.

Já para o transporte aéreo, em que foi anunciado a entrada de uma companhia aérea prevista para Maio, a mesma fonte espera que esta companhia venha ajudar a melhorar os preços, promover a competitividade no mercado, mas também melhorar a oferta dos transportes marítimos no país.

Jorge Spencer Lima congratulou-se com a medida, recentemente tomada pelo Governo, de baixar os custos de energia que, a seu ver, é uma medida que irá melhorar o ambiente de negócio em Cabo Verde.

Já no que toca ao financiamento, que é a “grande revindicação” para a melhoria do negócio em Cabo Verde, diz que neste aspecto há dois discursos diferentes.

“O empresário diz que temos problemas de financiamento, o Governo e a banca diz que temos um excesso de liquidez e nós não nos entendemos quanto a essa questão. De qualquer modo, o que nós registamos é que medidas neste aspecto vêm sendo tomadas com a criação de ecossistema de financiamento pelo Governo”, disse, acrescentando que o sistema precisa ser agilizado com respostas “mais rápidas” para que o ecossistema possa funcionar “em pleno”.

Com esta segunda edição, a Cabo Verde Investment Fórum espera que o sector privado possa dar um “salto qualitativo” na procura constante de financiamento e para a consolidação das empresas privadas na melhoria da sua performance.

O representante do Conselho Superior das Câmaras de Comércio e de Turismo de Cabo Verde espera que o anunciado Fundo Soberano, pelo Governo, seja implementado ainda neste ano.

Por sua vez, o vice-primeiro-ministro e ministro das Finanças, que presidiu o acto de apresentação pública do Cabo Verde Investment Fórum 2020, informou que já lançou um desafio para os empresários e gestores para criarem um Instituto para a Promoção da Governança Cooperativa em Cabo Verde, para que possam melhorar o ecossistema de governança empresarial privada no país.

Olavo Correia informou que o Governo tem cinco milhões de contos disponíveis para apoiar o sector privado.

Concorda? Discorda? Dê-nos a sua opinião. Comente ou partilhe este artigo.

Autoria:Expresso das Ilhas, Inforpress,11 jan 2020 8:54

Editado porFretson Rocha  em  5 jun 2020 23:20

pub.
pub.
pub.
pub.

Últimas no site

    Últimas na secção

      Populares na secção

        Populares no site

          pub.