São Vicente tem potencial em diversos segmento turísticos - consultora

PorLourdes Fortes, Rádio Morabeza,22 nov 2019 18:44

Uma equipa internacional de consultoria considera que ​São Vicente reúne todas as condições para se apresentar como produto turístico. Em causa, o facto de a ilha do Monte Cara ser um destino que oferece experiência e tem potencialidades em vários segmentos.

Posição defendida hoje, em São Vicente, pela consultora Luciana Sagi, em declarações à Rádio Morabeza, à margem da apresentação do 1º draft do master plan de turismo de São Vicente

“São Vicente é um destino que tem um potencial de se trabalhar diversos segmentos e produtos que atendam públicos diversos. Isso é bastante importante, porque com a diversidade consegues distribuir o fluxo turístico no território e consegues ter um valor agregado. O turista que geralmente a gente sugere que venha para cá e que se desenvolva, cada vez mais, ele é engajado com o território, se preocupa, quer proteger, quer conhecer a história. Está disposto a gastar, a investir e vivenciar o espaço, então esse é um turismo de alto valor agregado”, afirma.

O master plan de turismo para São Vicente deverá ficar concluído em Dezembro e é apontado como um instrumento de gestão que vai nortear os operadores no sector do turismo no planeamento de investimentos, desenvolvimento e consolidação do destino.

A proposta apresentada hoje no Mindelo divide a oferta em quatro eixos: natural, gastronómico, histórico-cultural e património imaterial (festividades).

“Essa versão é uma versão preliminar, em que a gente apresenta o conjunto de diagnóstico, uma análise da situação do turismo actual, considerando tanto a oferta turística quanto o mercado. Tentamos identificar os principais desafios para o desenvolvimento do turismo, cenários de desenvolvimento projectos e acções”, indica.

“Esses projectos e acções são definidos em alguns eixos, a gente tenta enxergar o turismo como sistema, então temos trabalhado projectos na área de governança, promoção, infra-estrutura turística, e toda a parte de estrutura básica urbana, transportes, saneamento, educação”, acrescenta.

Segundo a consultora brasileira, do consorcio Natureza Urbana / Nippon Koei Lac, o Master Plan Turismo de São Vicente é um plano “ mais abrangente possível, considerando que o turismo depende de outros sectores, que é bastante complexo, mas que tem um cenário muito bom de desenvolvimento”.

A proposta de master plan destaca a importância da infra-estrutura urbana e outros serviços de apoio no desenvolvimento do sector turístico, mas alerta para a “necessidade de requalificação de infra-estrutura e espaços, bem como a melhoria do atendimento para demandas futuras”.

Amanhã, em Santo Antão, será socializado o primeiro draft do master plan para a ilha.

Concorda? Discorda? Dê-nos a sua opinião. Comente ou partilhe este artigo.

Autoria:Lourdes Fortes, Rádio Morabeza,22 nov 2019 18:44

Editado porSara Almeida  em  6 dez 2019 9:19

pub.
pub.

Últimas no site

    Últimas na secção

      Populares na secção

        Populares no site

          pub.