Combustíveis ligeiramente mais baratos em Outubro. Gás Butano é excepção

PorExpresso das Ilhas,30 set 2020 20:29

Todos os combustíveis com excepção do gás butano, vão ficar ligeiramente mais baratos a partir do dia 1 de Outubro, segundo a nova tabela de preços máximos estabelecidos pela Agência Reguladora Multissectorial da Economia (ARME)

A actualização dos preços máximos regista apenas um aumento: o do gás butano que sofre um aumento de cerca de 5,28%. Com a nova grelha de peços, este passa a ser vendido a granel por 117,60 escudos por quilo, sendo que as garrafas de 3Kg passam a custar 335,00 escudos; as de 6 Kg, 706,00 escudos; as de 12,5Kg, 1.470,00 escudos e as de 55Kg, 6.467,00 escudos.

Nos restantes combustíveis, a Gasolina desce 10 centavos em cada litro e tem agora um preço de 101,50 escudos. Descida mais acentuada para o Gasóleo Normal que diminui de 77,80 escudos para 74,40 escudos por litro.

Ainda de acordo com a nova tabela o preço máximo do Petróleo é a partir das 0h00 de 1 de Outubro de 59,40 escudos, o Gasóleo Electricidade, 59,20 escudos; o Gasóleo Marinha, 49,50 escudos.O Fuel 380 e o Fuel 180 serão vendidos a 52,30 e 55,10 escudos por litro, respectivamente.

A ARME justifica que esta actualização referindo que de acordo com “os dados publicados no Platts European Marketscan e LPGasWire, os preços médios dos combustíveis nos mercados internacionais, cotados em USD/ton., diminuíram durante o mês de Setembro relativamente ao mês de Agosto, com excepção do Butano”.

A agência reguladora destaca que durante o mês de Setembro, os preços do petróleo nos principais mercados internacionais mantiveram a tendência de descida. Nesse mesmo mês, verificou-se o fortalecimento do dólar, sendo que no último dia evidenciou-se uma depreciação do euro face ao dólar dos Estados Unidos, em -2% (1,1708), comparado ao câmbio do último dia do mês de Agosto.

A pandemia da COVID-19 também continua a influenciar os mercados. “As incertezas sobre a economia mundial continuam a influenciar de forma negativa as cotações da commodity. O temor da imposição de novas medidas de confinamento, devido à subida de casos de coronavírus na Europa, continua a afectar a procura de petróleo bem como as perspetivas do mercado que continuam negativas”, explicita a ARME em nota de imprensa.

Os preços no mercado nacional, resume a reguladora, são determinados pela “evolução dos preços dos produtos petrolíferos no mercado internacional, aliada à depreciação do euro face ao dólar americano”.

“Comparativamente ao período homólogo (Outubro de 2019), a variação média dos preços dos combustíveis corresponde a uma diminuição de 14%, e, relativamente à variação média ao longo do ano em curso, ela corresponde a um decréscimo de 3%”, observa.

Os novos preços estão em vigor a partir das 0h00 de dia 1 de Outubro até ao dia 31 de Outubro de 2020.

Concorda? Discorda? Dê-nos a sua opinião. Comente ou partilhe este artigo.

Autoria:Expresso das Ilhas,30 set 2020 20:29

Editado porSara Almeida  em  25 nov 2020 23:21

pub.
pub
pub.

Últimas no site

    Últimas na secção

      Populares na secção

        Populares no site

          pub.