Destaques da edição 938

PorExpresso das Ilhas,20 nov 2019 3:02

Nesta edição, o Expresso das Ilhas destaca a entrevista com Olavo Correia, Ministro das Finanças: O objectivo não é ser popular, mas fazer tudo para o país avançar.

O Orçamento de Estado para o próximo ano está quase a subir ao Parlamento. Comporta um total de 73 mil milhões de escudos, mais dois mil milhões de escudos do que o documento ainda em vigor, e uma projecção de crescimento económico entre 4,8% e 5,8%. Para a dívida pública, o executivo prevê uma redução para 118,5% do Produto Interno Bruto (PIB) durante o próximo ano económico, menos 1,5 pontos percentuais em relação a este ano (120%). Quase um quinto do bolo orçamental será destinado aos encargos gerais (19,1%), seguida da saúde e da administração (9,4%), água e saneamento (6,9%) e segurança e administração interna (5,6%), como os cinco primeiros. O Governo vai continuar as reformas no sector empresarial do Estado, porque entende que só com essa agenda acelerada se poderá aumentar o potencial de crescimento económico do país. Para explicar este Orçamento de Estado para 2020, o Expresso das Ilhas falou com Olavo Correia, Ministro das Finanças.

Também neste número, Tribunal de Contas detecta irregularidades na gestão do Fundo do Ambiente. Muitas ilegalidades/irregularidades suscetíveis de responsabilidade financeiras e potenciais outras ilegalidades que podem concretizar-se em matéria de foro criminal, estas são as conclusões comuns aos três relatórios, publicados na passada sexta-feira pelo Tribunal de Contas (TC), e que dizem respeito à verificação interna da conta de gerência do Fundo do Ambiente para os anos de 2012, 2013 e 2014. Segundo o TC, há cerca de 500 mil contos para serem repostos e entre os responsáveis aparecem os nomes de Moisés Borges, antigo Director Geral do Ambiente, e de Antero Veiga, ex-Ministro do Ambiente.

Relacionamento com “tios”: vida de luxo versus necessidade. Telemóveis de última geração, roupas e sapatos de moda e de marca, festas, restaurantes finos. Enfim, uma vida de luxo e ostentada nas redes sociais. É com este desejo que muitas jovens se aventuram em relações amoras com homens mais velhos. Uma prática vista em telenovelas, mas que nos últimos anos tem ganho cada vez mais adeptas em Cabo Verde. Entretanto, nem tudo é uma questão de luxo, há outras que olham para esta prática como uma questão de necessidade.

Carlos Reis Conselheiro Nacional de Segurança: "Aumentar penas não resolve o problema". Numa altura em que o tema da segurança na capital se mantém na agenda mediática, o Expresso das Ilhas esteve a conversar com Carlos Reis, o actual Conselheiro Nacional de Segurança que defende que Polícia Nacional, Polícia Judiciária e Ministério Público têm de encontrar novas formas de trabalhar em conjunto. “Nós temos todos que evoluir e sair de zonas de conforto”, diz.

Na cultura, Mindelact 2019: Nós perante nós mesmos. Provocador e inquietante. Caiu o pano da XXV edição Festival Internacional de Teatro do Mindelo. Nos últimos anos, o evento reinventou-se e tornou-se lugar de desafio aos nossos próprios preconceitos. João Branco, presidente da Associação Mindelact, convida-nos a “descruzar os braços”.

No interior, a opinião de Adilson Semedo, A Uni-CV não é uma ilha!; e de Lígia Dias Fonseca, Sejamos capazes de olhar, ver, escutar e amar as Saras da vida.

Concorda? Discorda? Dê-nos a sua opinião. Comente ou partilhe este artigo.

Autoria:Expresso das Ilhas,20 nov 2019 3:02

Editado porSara Almeida  em  20 nov 2019 16:06

pub.
pub.

Últimas no site

    Últimas na secção

      Populares na secção

        Populares no site

          pub.