Trump manda atacar Irão e recua com aviões a postos

PorExpresso das Ilhas,21 jun 2019 8:16

Donald Trump
Donald Trump

O Presidente norte-americano autorizou quinta-feira um ataque contra Teerão como retaliação contra Teerão pelo abate de um drone não-tripulado. No entanto, Trump cancelou a operação numa altura em que aviões e navios já estavam a ser mobilizados, avança o jornal The New York Times.

"Os aviões estavam no ar e os navios estavam em posição, mas nenhum míssil foi disparado" visto o presidente americano ter recuado, declarou um alto funcionário do governo dos EUA ao jornal.

Um dos alvos seria o sistema anti-aéreo S-125/Pechora, considerado pelo Pentágono como o responsável pelo abate do avião não tripulado. Todavia, Teerão diz ter sido capaz de abater o drone com um outro sistema de defesa anti-aérea, o 3rd Khordad, congénere do sistema de defesa russo Buk, responsável pela destruição do avião MH17 da Malaysia Airlines nos céus da Ucrânia.

Ainda que nenhum ataque tenha ocorrido, o Irão chegou a ser avisado que a operação estaria iminente, diz a Reuters.

De acordo com fontes oficiais do governo, o secretário de Estado dos EUA, Mike Pompeo, e o conselheiro de segurança nacional, John Bolton apoiavam o ataque mas funcionários do Pentágono alertaram para as consequências que poderiam resultar em riscos sérios para as tropas americanas que se encontram na região.

O comandante dos Guardas da Revolução do Irão disse na quinta-feira que o país "não tem qualquer intenção" de entrar em conflito com qualquer nação do mundo mas garantiu que "está pronto para a guerra". A declaração do general iraniano Qassem Soleimani surge depois de o país ter anunciado, no mesmo dia, o abate de um drone norte-americano, que violava o espaço aéreo no sul do país.

Esta teria sido a terceira acção militar do presidente contra o Médio Oriente. Já em 2017 e 2018, Trump ordenou ataques a alvos na Síria.

Concorda? Discorda? Dê-nos a sua opinião. Comente ou partilhe este artigo.

Autoria:Expresso das Ilhas,21 jun 2019 8:16

Editado porNuno Andrade Ferreira  em  20 mar 2020 23:20

pub.
pub.
pub.

Últimas no site

    Últimas na secção

      Populares na secção

        Populares no site

          pub.