A amizade China-Cabo Verde fortalece-se com o passar do tempo. Ajudamos um ao outro para superar as dificuldades atuais

2020 é um ano extremamente singular para Cabo Verde, para a China e até para o mundo inteiro. A pandemia da Covid-19 está a atingir todo o mundo, e a humanidade enfrenta o desafio comum de lidar com grandes incidentes de saúde pública, o que confirma ainda um fato básico: vivemos na mesma terra, compartilhamos juntos o frio e calor. O impacto da pandemia da Covid-19 é tão severo que todos os povos pertencem a uma comunidade de futuro compartilhado.

No ano 2020 assinala-se o 45º aniversário da independência da República de Cabo Verde e também o 44º aniversário do estabelecimento das relações diplomáticas entre a China e Cabo Verde.

A 5 de julho do ano corrente, o presidente chinês Xi Jinping afirmou na mensagem que endereçou ao seu homólogo cabo-verdiano no quadro da celebração do Dia Nacional que, “nos últimos anos, as relações sino-cabo-verdianas vêm apresentando avanços e a cooperação produz resultados frutíferos. No meio da luta conjunta contra a pandemia da COVID-19, a China e Cabo Verde aprofundam a amizade e a fraternidade caracterizada pelo apoio e ajuda mútua em qualquer circunstância. Aproveito esta oportunidade para reafirmar a minha vontade de trabalhar juntamente com Vossa Excelência para seguir com os frutos da Cimeira e obter a vitória final da luta contra a pandemia, com o fim de promover as relações de amizade e cooperação dos nossos dois países para uma nova etapa e beneficiar os nossos dois países e os povos ”.

image

Cabo Verde fica a mais de 12.000 quilómetros da China e é o país africano mais distante da China no mapa. No entanto, a China foi um dos primeiros países a reconhecer a independência de Cabo Verde e a estabelecer relações diplomáticas com ela. Nos últimos cinco anos que trabalho como embaixador da China em Cabo Verde, testemunhei inúmeros momentos emocionantes da cooperação de amizade entre os dois países! Hu Shi (PhD da Southeast University da China), um estudante cabo-verdiano na China, produziu um pequeno vídeo em inglês para divulgar as informações sobre a doença e medidas de prevenção, ajudando assim os estudantes estrangeiros na China no meio do surto do novo coronavírus. O delegado de Saúde de São Vicente, Sr. Elísio Silva, enviou-me um vídeo através de seu amigo, falou em chinês que ele acabou de aprender: "Força China! Força Wuhan", expressando sua simpatia e apoio ao povo chinês. Infelizmente, um compatriota chinês contraiu a doença em Cabo Verde, mas se recuperou rapidamente com o tratamento dos profissionais de saúde locais. A deputada nacional, que também é membro do Grupo Parlamentar de Amizade Cabo Verde-China da Assembleia Nacional, Sra. Nilda Fernandes, veio com os seus amigos da Igreja à Embaixada e levou uma mensagem de condolências e solidariedade ao povo chinês. Tudo isso mostra que, com os esforços conjuntos dos governos e povos dos dois países por 44 anos de vínculos diplomáticos, a amizade tradicional entre a China e Cabo Verde torna-se mais profunda e mais sólida!

Este ano testemunha a consolidação e o aprofundamento da amizade tradicional entre a China e Cabo Verde. Eu, enquanto embaixador da China em Cabo Verde, assinei por duas vezes em nome do governo chinês com o Ministro da Saúde de Cabo Verde, Sua Excelência Arlindo do Rosário, a carta de troca de assistência material antiepidémica prestada pelo governo chinês a Cabo Verde. Os aviões militares chineses aterraram pela primeira vez em Cabo Verde e transportaram os suprimentos médicos da China a Cabo Verde. A Dra. Peng Liyuan, esposa do presidente chinês Xi Jinping, confiou-me a transferência de um lote de materiais antiepidémicos para a Dra. Lígia Fonseca. As empresas e compatriotas chineses em Cabo Verde ficam ao lado do povo cabo-verdiano e oferecem ajuda de várias maneiras para apoiar Cabo Verde na luta contra a pandemia. E ao mesmo tempo, eles são bem tratadas pelo governo e pelo povo cabo-verdiano. Nenhum deles contraiu a doença, mesmo como os estudantes cabo-verdianos na China. Além disso, a equipa médica chinesa sempre fica lado a lado com os seus colegas cabo-verdianos para combater a epidemia e prestar serviços médicos aos pacientes. A nossa amizade mais uma vez resistiu bem ao teste diante dessa pandemia!

image

A amizade tradicional entre a China e Cabo Verde não resistiu apenas à evolução da pandemia, mas às mudanças do quadro internacional. O governo cabo-verdiano apoia sempre firmemente a posição chinesa em questões internacionais importantes que envolvem os interesses fundamentais da China, e o nível de comunicação e cooperação entre os dois países em assuntos internacionais tem sido continuamente aprimorado. Em Maio deste ano, o Representante Permanente de Cabo Verde em Genebra dirigiu uma carta ao Diretor-Geral da OMS para apoiar a posição e princípios do governo chinês sobre as questões relacionadas à Taiwan por ocasião da 73ª Assembleia Mundial da Saúde. No início de Julho, um representante de Cabo Verde fez declaração no Conselho de Direitos Humanos das Nações Unidas em Genebra, favorecendo a posição da China na legislação de segurança nacional de Hong Kong. E já expressei nossos sinceros agradecimentos ao Ministério dos Negócios Estrangeiros de Cabo Verde pelo apoio precioso.

Tanto a questão de Hong Kong quanto a de Taiwan são assuntos internos da China. Em 1997, o governo chinês e o governo britânico chegaram a acordo por meio de negociações de que a China retomou o exercício da soberania sobre Hong Kong e implementou "um país, dois sistemas" em Hong Kong. Em 1999, com a cooperação com o governo português, a China resolveu a questão do retorno de Macau à pátria. A prática bem-sucedida de "um país, dois sistemas" em Hong Kong e Macau atraiu a atenção mundial. Em particular, Macau tem desempenhado um papel de ponte na promoção de intercâmbios e cooperação entre a China e os países de língua portuguesa nos últimos anos, contribuindo também para o desenvolvimento das relações entre a China e Cabo Verde, foi altamente reconhecido pelo povo cabo-verdiano.

Escusado será dizer que as brechas e deficiências da legislação de segurança nacional de Hong Kong constituem uma enorme ameaça para a China para salvaguardar sua soberania nacional, segurança e interesses de desenvolvimento, colocam em risco a prosperidade e a estabilidade a longo prazo de Hong Kong, bem como a implementação firme e duradoura da grande causa "um país, dois sistemas". Nestas circunstâncias, é obrigatório o governo central chinês adoptar medidas o mais rápido possível, a fim de preencher a brecha na segurança nacional em Hong Kong. Para isso, a 30 de Junho, a Assembleia Popular Nacional da China aprovou a Lei sobre Salvaguarda da Segurança Nacional da Região Administrativa Especial de Hong Kong. A lei já entrou em vigor em Hong Kong, o que é vital para a China defender os interesses fundamentais do país.

Os assuntos de Hong Kong pertencem às políticas internas da China, e nenhuma interferência externa é permitida. A não interferência nos assuntos internos de outros países é a norma básica das relações internacionais. No entanto, alguns países lançaram acusações infundadas à China na questão da segurança nacional de Hong Kong e até na reunião recente do Conselho dos Direitos Humanos da ONU, tentaram utilizar a questão dos direitos humanos para criticar a China de suas ações na legislação de segurança nacional de Hong Kong e interferir nos assuntos internos da China. Isso é algo que a China nunca aceitará!

image

Sendo Embaixador da China em Cabo Verde, fiquei satisfeito em ver que Cabo Verde, um país amigo da China, apoia inequivocamente a parte chinesa na questão da legislação de segurança nacional de Hong Kong. O Representante de Cabo Verde em Genebra realçou no Conselho dos Direitos Humanos da ONU que Cabo Verde é a favor do princípio "um país, dois sistemas". A legislação de segurança nacional da Região Administrativa Especial de Hong Kong da China visa salvaguardar a segurança do país, o que é assunto interno da China e não tem nada a ver com questões de direitos humanos. Tal posição é apreciada pela parte chinesa.

"Longa distância não separa amigos do peito". A China e Cabo Verde são separados por milhares de montanhas e rios, mas os povos conhecem e entendem-se muito bem. A China apoia firmemente os esforços de Cabo Verde para explorar um caminho de desenvolvimento que se adapte às suas realidades e tem disponibilidade de expandir continuamente as áreas de cooperação pragmática entre China e Cabo Verde no âmbito da construção conjunta da iniciativa "Cinturão e Rota", para que a nossa amizade tradicional atinja um novo nível. Acredito que, com os esforços conjuntos dos governos e povos dos dois países, a amizade e a cooperação entre a China e Cabo Verde irá dar o devido contributo para a construção da comunidade com um futuro compartilhado para a humanidade, defendida pelo presidente chinês Xi Jinping.

Concorda? Discorda? Dê-nos a sua opinião. Comente ou partilhe este artigo.

Autoria:DU XIAOCONG, Embaixador da China em Cabo Verde,23 jul 2020 9:06

Editado porAndre Amaral  em  25 nov 2020 23:21

pub.
pub
pub.

Últimas no site

    Últimas na secção

      Populares na secção

        Populares no site

          pub.