"Aprendemos a viver e a conviver com a seca", diz Presidente da República

PorExpresso das Ilhas, Lusa,20 mar 2018 7:48

Michel Temer e Jorge Carlos Fonseca
Michel Temer e Jorge Carlos Fonseca

O Presidente da República considera que a resolução dos problemas relacionados com a água depende do esforço conjunto da comunidade internacional. O Chefe de Estado partilhou no Brasil a experiência de Cabo Verde na gestão dos escassos recursos hídricos de que o país dispõe.

Na sua intervenção, em Brasília, durante a sessão de abertura do Fórum Mundial da Água, Jorge Carlos Fonseca abordou a importância da cooperação na gestão e uso eficiente da água, assinalando igualmente a luta de Cabo Verde para atenuar os efeitos da seca.

"A gestão e o uso e eficiente da água exigem cooperação, parceria e troca de experiências e de saber. Esses problemas não poderão ser resolvidos isoladamente", defendeu.

"No passado, enfrentamos a fome e a morte em Cabo Verde por razões de seca e estiagem. Mas aprendemos a viver e a conviver com a seca em harmonia simbiótica que nos permitiu afastar a fome em Cabo Verde, apesar da influência episódica da estiagem hídrica. Passou a estiagem e ficamos de pé", acrescentou.

Jorge Carlos Fonseca defendeu o acesso à água como um "direito de todo ser humano" que "não deve ser condicionado ao poder económico ou militar, nem ao poder do mercado".

O Fórum Mundial da Água, organizado pelo Conselho Mundial da Água, é realizado a cada três anos desde 1997 e é considerado o principal evento sobre recursos hídricos do mundo.

Nesta edição, em Brasília, estão representados governos, organizações e empresas de cerca de 150 países.

Os grandes temas em análise no Fórum são nove - água e clima, água e saneamento, água e desenvolvimento, água e cidades, água e ecossistemas, água e financiamento, água e partilha, água e capacitação, e água e 'governance', divididos em 32 tópicos que serão debatidos em 140 sessões.

Na discussão de cada tema será abordada a situação em cada região do mundo.

O Fórum integra ainda iniciativas dedicadas a grupos específicos, como os consumidores, os jovens ou as crianças, num esforço para a sensibilização para a importância da água. 

Concorda? Discorda? Dê-nos a sua opinião. Comente ou partilhe este artigo.

Autoria:Expresso das Ilhas, Lusa,20 mar 2018 7:48

Editado porNuno Andrade Ferreira  em  23 set 2018 3:22

pub.
pub

Últimas no site

    Últimas na secção

      Populares na secção

        Populares no site

          pub.