INPS apoia Moçambique com 20 mil euros

​O Instituto Nacional de Previdência Social (INPS) vai atribuir um donativo de 20 mil euros para ajudar Moçambique, depois da passagem do ciclone Idai, que deixou um rasto de destruição no país.

A decisão saiu da reunião ordinária do conselho Directivo do INPS, realizada na passada sexta-feira, 22.

“O INPS entende que deve apoiar o povo irmão, num momento em que a assistência humanitária e o perigo de surto de doenças poderão constituir um dos maiores riscos advenientes dos danos provocados pelo referido ciclone”, lê- se na nota enviada hoje às redacções.

O INPS adianta ainda “que manifesta a sua total solidariedade para com a população da cidade da Beira, uma das mais afectadas pelo ciclone onde o rasto de destruição, nas províncias, aldeias e campos agrícolas, são verdadeiramente catastróficas”.

Cabo Verde colocou na quinta-feira à disposição de Moçambique fuzileiros navais, quatro médicos e seis enfermeiros, tendo anunciado a abertura de contas de solidariedade e espectáculos cujas receitas revertem para os afectados pelo ciclone Idai.

Também foi anunciado pelo primeiro-ministro de Cabo Verde, um apoio de 200 mil dólares - metade da verba através do Orçamento do Estado e a outra metade proveniente de empresas.

A cidade da Beira, no centro litoral de Moçambique, foi uma das mais afectadas pelo ciclone, na noite de 14 de Março. O número de pessoas afectadas em Moçambique subiu para 794.000.

O número de mortos confirmados subiu hoje para 447, no Zimbabué foram contabilizadas 259 vítimas mortais e no Maláui as autoridades registaram 56 mortos.

Concorda? Discorda? Dê-nos a sua opinião. Comente ou partilhe este artigo.

Autoria:Rádio Morabeza, Expresso das Ilhas,25 mar 2019 12:28

Editado porNuno Andrade Ferreira  em  15 jun 2019 23:22

pub.
pub.
pub
pub.

Últimas no site

    Últimas na secção

      Populares na secção

        Populares no site

          pub.