​TIR para espanhol e venezuelano suspeitos de homicídio na Boa Vista

O Tribunal da Comarca da Boa Vista decretou, segunda-feira, termo de identidade e residência e interdição de saída do país a dois homens, de nacionalidades espanhola e venezuelana, detidos sábado, suspeitos da prática, em co-autoria, de crimes de homicídio na forma tentada, roubo, furto, violação de correspondência e telecomunicações e sequestro.

Em nota enviada hoje à comunicação social, a Polícia Judiciária (PJ) informa que os crimes terão ocorridos meses atrás, no interior de um estabelecimento hoteleiro na Boa Vista, no qual os detidos exerciam as funções de director e subdirector.

Para a prática dos referidos crimes, cometidos contra um então funcionário, natural da ilha de São Vicente, devido a desavenças havidas entre eles, os suspeitos terão trazido a Cabo Verde um individuo do Senegal, propositadamente para o efeito.

Os indivíduos, de 47 e 49 anos, foram detidos fora de flagrante delito, em cumprimento de um mandado do Ministério Público.

Além de terem ficado sob TIR e interdição de saída do país, o tribunal obrigou os suspeitos a pagarem, cada um deles, uma caução no valor de um milhão de escudos.

Concorda? Discorda? Dê-nos a sua opinião. Comente ou partilhe este artigo.

Autoria:Expresso das Ilhas, Rádio Morabeza,17 set 2019 10:57

Editado porNuno Andrade Ferreira  em  6 jun 2020 23:21

pub.
pub.
pub.
pub.

Últimas no site

    Últimas na secção

      Populares na secção

        Populares no site

          pub.