Pequenos Estados Insulares africanos debatem aquisição conjunta de medicamentos, na Praia

PorAilson Martins, Rádio Morabeza,4 dez 2019 15:52

Ministro da Saúde e Segurança Social, Arlindo do Rosário
Ministro da Saúde e Segurança Social, Arlindo do Rosário(Rádio Morabeza)

O programa de aquisições conjuntas de medicamentos e outros produtos médicos será debatido na sétima reunião da Rede de Pequenos Estados Insulares em Desenvolvimento da Região Africana, que arrancou hoje, na cidade da Praia.

Em declarações aos jornalistas, o ministro da Saúde e Segurança Social disse que “muito caminho já foi percorrido” no que diz respeito à aquisição conjunta de medicamentos. Contudo, existem pontos que precisam de ser discutidos, sublinhou.

Para Arlindo do Rosário, a assinatura deste acordo de aquisição conjunta de medicamento irá trazer vantagens aos países dos Estados Insulares em Desenvolvimento na Região Africana.

"Vantagens várias, nós em termos de economia de escala, qualquer desse país tem uma população redudizida, se nós fizermos as compras em grupo, poderemos encontrar através da economia de escalara a redução de preço, isso uma vantagem importante, uma segunda vantagem é aproveitar realmente o sector farmacêutico na área de produção dos medicamentos que alguns países já tem, normalmente Cabo Verde, para alavancar de facto esse sector, temos um mercado para além do mercado nacional, creio que são duas importantes vantagens que poderão sair do acordo para compras agrupas "avança.

O ministro reconhece, porém, que pode haver alguma dificuldade na implementação do programa, visto que os Estados Insulares em Desenvolvimento da Região Africana estão geograficamente dispersos.

"É possível hoje em dia quer por via área, quer por transporte marítimo, chegar medicamentos em todos esses países, o prazo dos medicamentos fabricados por exemplo aqui em Cabo Verde são prazos longos, o condicionamento dos medicamentos ate chegar ao destino também é uma realidade, temos em, Cabo Verde uma grande valia que é a questão de certificação internacional daquilo que nós produzimos então creio que em termos de garantia de qualidade dos produtos fabricados em Cabo Verde esta garantia é real, logo estamos muito bem colocados para também propor a inclusão de Cabo Verde dentro desse processo de produção " explica.

A abertura da Sétima Reunião da Rede de Pequenos Estados Insulares em Desenvolvimento da Região Africana foi presidida pelo Ministro de Estado, dos Assuntos Parlamentares e da Presidência do Conselho de Ministros e Ministro do Desporto, Fernando Elísio Freire.

O encontro, que terá como tema central "Superar os obstáculos para alcançar o ODS 3", reunirá, durante três dias, ministros e representantes da Saúde de Cabo Verde, Cômoros, Guiné-Bissau, Madagáscar, Maurícias, São Tomé e Príncipe e Seychelles, para debate e discussão sobre os Objectivos do Desenvolvimento Sustentável em Saúde, nos Pequenos Estados Insulares em Desenvolvimento.

A iniciativa é promovida pelo Governo de Cabo Verde em parceria com a Região Africana da Organização Mundial de Saúde.

Concorda? Discorda? Dê-nos a sua opinião. Comente ou partilhe este artigo.

Autoria:Ailson Martins, Rádio Morabeza,4 dez 2019 15:52

Editado porSara Almeida  em  16 dez 2019 7:19

pub.
pub.

Últimas no site

    Últimas na secção

      Populares na secção

        Populares no site

          pub.