​São Vicente também marchou por Giovani

PorFretson Rocha, Rádio Morabeza,11 jan 2020 19:15

Marcha por Giovani em São Vicente
Marcha por Giovani em São Vicente(Rádio Morabeza)

São Vicente juntou-se hoje à marcha silenciosa de homenagem ao estudante cabo-verdiano, Luís Giovani dos Santos Rodrigues, que morreu a 31 de Dezembro depois de agressões sofridas em Bragança, Portugal. Perto de mil pessoas, trajadas de preto e branco, aderiram à iniciativa, de acordo com o movimento Sokols 2017, que organizou a marcha..

Sob o lema “Por Giovani, esclarecimento já”, o grupo partiu da Praça Dom Luís e percorreu a Rua de Lisboa, a Avenida Baltazar Lopes da Silva, a Rua Patrice Lubumba, a Praça Amílcar Cabral e a Avenida 5 de Julho. De regresso à Praça Dom Luís, o porta-voz da Sokols, Salvador Mascarenhas, disse que o objectivo foi passar uma mensagem de repúdio perante aquilo que classifica de “acto bárbaro e terrível, no qual morreu um jovem que foi espancado e houve uma resposta tardia por parte das autoridades portuguesas e cabo-verdianas”.

No dia 21 de Dezembro de 2019, o estudante cabo-verdiano do Instituto Politécnico de Bragança Luís Giovani dos Santos Rodrigues terá sido agredido por vários homens à saída de uma discoteca da cidade. Transportado para o Hospital de Santo António, no Porto, o estudante de 21 anos acabou por morrer em 31 de Dezembro.

“Queremos esclarecer a situação e todas as situações de agressão e violência gratuita que os cabo-verdianos sofrem em Portugal. O caso de Giovani ainda não está esclarecido, mas pode ter contornos racistas, o que será muito mais grave. Portanto, é uma marcha pela tolerância e pela aceitação do outro. Aproveitamos para passar uma mensagem para que o Estado de Cabo Verde tenha uma atitude mais digna”, diz Salvador Mascarenhas.

A organização manifesta-se satisfeita com a adesão das pessoas.

“Fiquei muito satisfeito. Muitas pessoas a manifestarem a sua cidadania activa, é isso que queremos”, realça.

Salvador Marcarenhas espera que a situação seja esclarecida o mais rapidamente possível e pede o maior envolvimento das autoridades cabo-verdianas no processo.

Várias cidades do país e da diáspora aderiram hoje à marcha de homenagem a Giovani. Na diáspora, a iniciativa teve lugar, nomeadamente em Lisboa, Bragança, Londres, Paris e Luxemburgo. Em Cabo Verde, além de Mindelo, aderiram a cidade da Praia, Boavista e a ilha do Fogo, de onde Giovani dos Santos Rodrigues era natural, entre outras.

A Embaixada de Cabo Verde em Portugal comprometeu-se a assumir os encargos com a contratação de um advogado especialista em direito criminal, para tratar do caso da morte de Luís Giovani dos Santos Rodrigues.

O caso está a ser investigado pela Polícia Judiciária (PJ) portuguesa, que já terá identificado cerca de 15 suspeitos de estarem envolvidos na morte de Luís Giovani Rodrigues, conforme informação avançada no dia avançada no dia 7 de Janeiro pelo Jornal de Notícias de Portugal.

Concorda? Discorda? Dê-nos a sua opinião. Comente ou partilhe este artigo.

Autoria:Fretson Rocha, Rádio Morabeza,11 jan 2020 19:15

Editado porFretson Rocha  em  28 mar 2020 23:20

pub.
pub.
pub.

Últimas no site

    Últimas na secção

      Populares na secção

        Populares no site

          pub.